Não adianta a maior faxina do planeta, a sua casa precisa mesmo é de você.

Tenho uma pessoa que me ajuda aqui em casa duas vezes na semana e me sinto muito privilegiada por isso, ainda mais por ser alguém de confiança, educada, pontual e discreta, do tipo que eu poderia ser uma traficante de drogas que ela ainda assim não comentaria nada com ninguém, não me perguntaria ou faria qualquer julgamento.

Ter alguém andando pela minha casa sempre me incomodou,  não achava muito justo almoçar, colocar o prato na pia e deixar pra outra pessoa lavar. Na casa da minha vó, onde passei muitos anos morando, se eu sujasse uma faca, minha obrigação era limpar, e era uma exigência que eu fazia a minha pessoa (rs), não era uma regra de Dona Edite.

Até realmente ter a necessidade de uma secretária pra me ajudar, e entender que lavar um prato não é humilhante pra ninguém, foi um longo caminho. Lavaria mil pratos se precisasse de um emprego, lavaria sem me achar coitada por isso, na boa, eu lavo pratos nos outros 5 dias da semana. E na real? A Nea já me falou que gosta do que faz e que se sente bem deixando a minha casa limpinha e cheirosa.

Bem, e você deve estar se perguntando porque de todo esse blábláblá de quem lava ou não prato, né?

casa-ana-medeiros8

Hoje foi o dia da minha querida Nea. Ela como sempre, deixou tudo nos trinques, tudo super limpo e brilhante, mas quando foi embora e eu finalmente sai da toca (do escritório) comecei a andar pela casa e vi que não estava tudo do jeito que deveria, tinha muita coisa fora do lugar, precisando de atenção e organização, e como a Nea não é de definir o lugares das coisas, cheguei a conclusão que a minha casa anda precisando de mim.

São livros fora de lugar, quadros pra colocar na parede, brinquedos pra doar, móveis pra reformar, toalha de mesa pra costurar. Maquiagens pra organizar e até outras coisas que não precisam mais fazer parte do “cenário” e já podem tomar novos rumos. São paredes pra mudar de cor, são almofadas que precisam ir pra outro cômodo. É um coração que cansou de ser xadrez.

Peguei um caderninho e fui anotando depois de entrar em cada cômodo, o que estava precisando da minha dedicação. O que não me fazia mais bem e precisava ser renovado, e o que estava faltando pra me deixar satisfeita de novo. Muitas vezes é só mudar uma cama de posição. Como aqui é uma casa de três pessoas, o próximo passo será conversar com eles sobre as possíveis mudanças.

Nessa andança fui fotografando amadoramente um pouquinho do nosso pequeno reino, só pra não esquecer que apesar dessa “crise” que estamos passando (eu e a casa/a casa e eu), amo demais cada lugarzinho aqui construído ao longo de 18 meses morando nela, rs.

casa-ana-medeiros1

casa-ana-medeiros2

casa-ana-medeiros3

casa-ana-medeiros4

casa-ana-medeiros5

casa-ana-medeiros6

casa-ana-medeiros7

Vocês não tem essa sensação de que chega uma hora que não adianta ninguém arrumar e limpar, não adianta você fazer a maior faxina do planeta, a sua casa precisa mesmo de você e de mudanças??? (Ou é papo de grávida enjoada?) 

COMPARTILHE
Ana Medeiros
É a neta de D. Edite. Ana comanda o #ACQMVQ e vive diariamente decorando aqui e ali. Trabalha home office produzindo conteúdo para o blog e outras empresas das internetes. É mãe de dois pioios lindos, ama comer, desaguar nas palavras, e não dispensa uma caipirinha no fim de semana. Sabe que ser livre também é perder o controle, que morar é mais do que habitar e que um abraço apertado é melhor que banheira de ofurô.
Faça seu comentário

29 Comentários

  1. Que engraçado Ana, eu pensava que só eu me sentia desconfortável ao chamar alguém para me ajudar em casa! Você já superou, que bom, eu ainda estou nesse caminho, rs. Por mim até evitaria mas tem época que eu realmente preciso de socorro, ainda mais com um bebêzinho pequeninho precisando de mim.
    Quanto à casa, não é papo de grávida enjoada não, acho que todo mundo sente isso, uma vez ou outra. Tem milhões de coisas em casa que eu pretendo e quero mudar, mas não tenho o mínimo de habilidade e organização, então por enquanto fica só na vontade, quem sabe um dia?
    E parabéns pelo blog, espio tem um tempinho mas é a primeira vez que comento.

  2. Concordo plenamente, uma pintura nova, uma almofada nova, descarta o que não tem mais serventia para você. Ex: Mainha teima em guarda retalhos de pano que são mais velhos que eu e fica amontoando caixas no quarto dela, e ai vai chegando mais a ponto de nem da mais para chegar na janela do quarto que já é pequeno (apertamento) !!! desabafo gente ;(, cansada de conversar , brigar não sei mais o que fazer! e vendo esse post, deu vontade de jogar tudo fora e fazer um quarto novo pra ela.!!

    E parabéns pelo blog ,ta lindoo .!!

  3. Adorei o post… eu nunca quis ninguém me ajudando em casa, não me sinto bem, parece que enquanto a pessoa estiver aqui eu não posso sentar, dormir, ver tv, sei lá, é uma sensação engraçada. Que bom que superou. A minha casa está desorganizada, é reflexo da minha vida pessoal e do meu estado mental, estou trabalhando isso na terapia e já parei de me martirizar por isso… venho tentando colocar as coisas no lugar, mas é um caminho longo. Já me livrei de algumas coisas, mas tem outras ainda para rearrumar, um dia eu consigo. Adorei os livros na cadeira. Os meus estão aumentando e não tenho uma estante para colocar…
    Um bj, querida!! Sua inquietação é pertinente, não é papo de grávida não, rsrsrsrs…

  4. amooo todos os posts….e o q são aquelas cadeiras coloridas mega lindasssss eu quero muuuuito …….são muito caras? rsrsrs bjoka 🙂

  5. Engraçado ler comentarios de que nao se acostumam com ninguem em casa…aqui em Salvador eu sou a E.T. que dispensou empregada domestica, diarista, passadeira…e ando muito feliz com a minha escolha.Minha familia esta mais proxima, a nossa casa mais aconchegante, recebemos mais os amigos e mesmo com a correria de conciliar casa, 2 filhas e trabalho estou muito mais disposta. Parabens pelo blog e pelo baby!!! Bjao

  6. Sempre fiz tudo, mas preciso de uma diarista (que falta horrores) pra ajudar, casa grande, 3 filhos e trabalhando não dá pra ficar sozinha. Realmente a casa precisa de um toque da dona pra se tornar um lar, ter a identidade de quem ali reside, e como mudamos com o tempo, a casa também precisa ser mutante. A sua casa é linda, mas tenho certeza que as mudanças serão para melhor.
    Bjos

  7. Oi Ana!

    Relaxa isso não é papo de grávida, todo mundo sente isso (no meu caso, sempre acho que poderia mudar alguma coisa de lugar, ou de cor, ou até fazer alguma coisa nova e diferente para determinado espaço da casa), mas como ainda estou na casa da minha mãe fica difícil eu chegar e querer mudar o “cenário” dela, por mais que eu ainda more com ela, ali é cantinho dela e eu não tenho esse poder. Mas na minha cachola, já vou guardando muitas ideias pra por em prática assim que a minha casa estiver pronta, ali sim vou fazer o meu cantinho, meu porto seguro, meu lugar de descanço, o lugar que eu sei que vai ser meu, e lá sim (e com certeza) eu vô poder “meter o bedelho” em tudo e fazer as coisas do meu jeito.
    Eu queria te agradecer por compartilhar tantas coisas boas com a gente, por nos dar dicas tão valiosas, que pra mim, que ainda tô em processo de aprendizagem, rsrs, é muito importante ter pessoas como você, que indiretamente, me ajuda a formar minha história.

    Obrigada!

    Bjuus.

  8. Sabe, eu trabalho fora, e eu mesmo arrumo minha casa, até porque, ela é pequena. Mas sinto que ultimamente, ela anda super lotada, precisando de mais da minha atenção. Até meu marido já reclamou! Minha casa precisa mais de mim!

  9. Ultimamente andava me sentindo assim tbm… Chegava em casa do trabalho e sentia que estava faltando algo… Aí vi seu blog e me inspirei… Estou fazendo um cantinho de cada vez… Pois além do trabalho tenho meu filhotinho de 1 ano e 10 meses que quando eu chego em casa sou exclusivamente dele, até ele dormir, depois eu me dedico ao papai e a casa… Mas tudo esta ficando lindo… A cozinha está quase pronta… Até minha Mami se animou e me deu um jogo de panela Vermelha para fazer parte da decoração e dar uma cor, pois minha cozinha era branquinha, sem vida… Minha casa esta ficando lindinha… Realmente não adiantava fazer somente uma faxina ela estava precisando de carinho… Muito carinho…

    Bjs e adoro o seu blog!

  10. Sinto a mesma coisa que vc…. eu tb sempre tive esse receio, acho que é porque tenho um respeito extremo por essas mulheres que fazem faxina e não quero “abusar” do trabalho delas…. quando eu chamo, é pra fazer aquela limpezona pesada que não tenho tempo de fazer, como passar cloro em tudo que é canto…. deixar o chão bem desinfetado, tirar pó dos móveis (que eu detesto) e só…. sempre estou aqui e pro serviço render, eu trabalho junto…. falo “Vou por a roupa pra lavar, vc estende pra mim?” “Limpo a cozinha e vc o banheiro” “Enquanto vc limpa aí dentro vou lá limpar o quintal ou cuidar dos cachorros” pq simplesmente não consigo ficar apenas olhando…. é a minha casa…. minha faxineira é uma mulher muito simples, não sabe ler, ás vezes nem entendo o que ela diz, mas já está conosco há muito tempo…. tem o jeitinho dela, tenho que ficar de olho, pois ás vezes ela sem querer pode estragar alguma coisa…. mas é uma pessoa super de confiança, que gosta da gente, de bom coração, trabalhadora e honesta…chega em casa, toma café da manhã, almoça e toma café da tarde conosco na mesa… não a trocaria por outra…. mas penso assim tb, não dá pra deixar minha casa na mão de outros…. eu me mudei pra minha casa nova agora e vi como sou possessiva… EU decido onde as coisas vão ficar…. não gosto muito de palpites de terceiros quando não peço, pq não costumo ficar palpitando nas coisas dos outros…. cada um tem um estilo e definitivamente o meu é bem peculiar…se eu quiser uma parede amarela, quero amarela e não adianta dizer que verde é mais bonita….e aqui na minha casa nova quero deixar tudo com a minha cara… já passei 6 anos não podendo fazer quase nada do que queria… chegou a minha vez…. e estou super feliz, empolgada e cheia de projetinhos para cada cantinho…adoro saber que tem mais um montão assim como eu… que ama cuidar do seu lar e sabe a importância que tem dentro de casa! Somos fundamentais! A mulher sábia edifica seu lar!

  11. Concordo plenamente contigo…eu sou mesmo de fases…me estresso…chamo alguém que quase nunca fica muito tempo e quase sempre chego a conclusão que a casa precisa de mim…tanto que passei o feriado do dia 07 último organizando o nosso escritório…fazendo quadrinhos…guardando contas pagas,selecionando fotos para o porta recados…isso….ninguém faz pela gente…aí faço um pouco…canso e acho que preciso de alguém e procuro de novo….ao menos pra limpeza pesada…por que o NOSSO JEITO ninguém vai dar…e criar algo novo por menor que seja é uma delícia!bjsssssssssssss seu blog está na minha barra de favoritos….!

  12. Oi! Sua casa é linda e suas dicas são muito úteis! Assim… vc poderia me dizer qual a marca dessa linda tinta turquesa da foto? Obrigada! 🙂

  13. Oi Ana, tens toda a razão, por melhor que seja a faxineira, tem coisas que só a dona de casa consegue fazer na perfeição e mais dia menos dia, a casa precisa mesmo é da dona da casa. A tua casa é uma beleza! Um óptimo dia para ti. Beijinhos

  14. Olá Ana,..

    Adorei o post, e não tem nada a ver com papo de grávida.
    Vai render até uma citação que farei no meu blog. bjs e parabéns pela superação e por entender as necessidades de sua casa….

  15. oiii, acho que eu sei bem oque é isso,rsrsr.
    Sua csa é linda! Vc poderia me mostras as cadeiras da mesa, eu adoro elas. Aquela de balanço tbm?
    gostaria de ver toda tua casa, adoro ver a casa das blogueiras, essas são reais e sempre nos surpreendem com lindas dicas e ideias.obrigado!!
    Se quiser podes me fazer uma visitinha!
    beijinhos!!!

  16. Oi Ana,

    Olha tenho acompanhado seu blog a pouco mais de um mês e estou simplismente encantada. Antes de qq coisa, PARABÉNS, o trabalho de vcs transborda amor.
    Moro atualmente no apto que morei do nascimento aos meus 3 anos de vida. A quase 3 anos atrás [acho que esse número deve ser cabalístico na minha vida kkkkk] voltei pra cá no dia em que minha filha completava 1 mês de nascida.
    É um apto enorme e pertence a familia que nossa família trabalhou por anos. Enfim, ta cheio de lembranças nos armários, móveis antigos e lindos e móveis precisando de uma cara nova.
    Nem preciso dizer que seu trabalho me inspira muito. Meu problema é que esbarro sempre na total falta de grana.
    A dois dias resolvi montar uma planilha com uma rotina pra poder dar conta de arrumar o apto, cuidar da familia e ainda arrumar minha vida profissinal [desempregada pleiteando uma nova vida]. Sou geminiana, então imagina que sempre fugi das planilhas, mas nesses dois dias tem dado muito certo, porque como penso trezentas coisas ao mesmo tempo, ter algo pra me guiar tem me ajudado, e vc ter dado a idéia de anotar as coisas/arrumações a fazer é demais, porque sempre tenho idéias e as esqueço já que em seguida vem outra.
    Mais uma vez parabéns pelo trabalho e gratidão por nos inspirar.
    Abraço

  17. Sabe entendo o que você diz sobre se sentir mal por outra pessoa lavar o prato. Lá em casa tentamos arrumar alguém para ajudar a mãe (já que a casa é grande) mas meu pai desistiu de contratar, pq um dia antes da “faxineira” ou diarista vir, minha mãe limpava a casa com “vergonha” do jeito que a casa estava haha, e falava ainda “imagine o que ela vai pensar” hahaha.

Deixe um comentário

Por favor, deixe um comentário
Por favor, informe seu nome