3 maneiras simples e baratas de customizar jarros e uma nova descoberta

Antes de mostrar pra vocês as customizações basiconas que fiz em alguns vasinhos, preciso contar uma historinha bem rápida:

Eu até então matadora oficial de cactos, agora descobri que posso ser uma cuidadora de plantas, e que de algum modo o velho clichê de que elas também são terapia, tem sido muito verdade em minha vida. Toda vez que saio do meu mundo e entro no delas, as coisas ficam mais tranquilas dentro de mim, e isso é algo muito REAL.

Hoje fui com minha mãe a uma loja de plantas, lá ela me pediu pra escolher algumas de presente e falou “Ta aí filha, toda vez que você precisar ficar bem cuide delas, fico preocupada com você tão sozinha nessa cidade” (Explico: Minha mãe morava aqui e se mudou pra Olinda, minha irmã que também mora aqui vai embora pra Recife, meu pai mora agora na cidade vizinha, e enfim, enquanto tento decidir minha vida, estou mais sozinha em Gravatá com os meninos. Minha mãe me conhece e sabe que tem sido um processo complicado pra mim, que passei por uma leve deprê e enfim, muitos assuntos envolvidos).

Voltemos ao assunto…

Saindo da sementeira atravessei um cruzamento e provoquei um acidente com uma moto. A culpa foi minha. Após todos os cuidados e assistências, voltei pra casa aos prantos, a minha distração de segundos interferiu diretamente e negativamente na vida de outra pessoa. Eu não poderia me sentir pior. Por sorte é que tirando as dores da pancada, nada grave aconteceu com ninguém.

-Mae, e agora? De cara inchada.

-Filha, já tirei as plantas do carro, vamos cuidar delas.

É um ciclo de cuidados da mãe natureza, entendem? Em tempos de furacões dentro e fora da gente, desejo que vocês também encontrem (se necessário) uma maneira de cuidar melhor de si, do outro e do mundo.

Eu estou mais calma, o motoqueiro também já encontra-se em casa, Mainha acabou de tirar toda a terra do terraço, e todas as plantinhas já estão devidamente plantadas, adubadas e regadas. São mesmo terapia, exatamente como falam e agora entendo muito, muito, muito bem. Tem sido bem recompensador em momentos emergências, como o de ontem, como em momentos mais relaxantes 🌱❤🌵.

Agora vamos as pequenas customizações que fiz, onde em cada uma delas gastei bem pouquinho dinheiro MESMO:

Sempre quis uma espada de São Jorge em casa, por toda a sua simbologia e também por ser uma planta que purifica o ambiente contra substâncias nocivas e ainda promove uma boa produção de oxigênio durante a noite. Comprei então um vaso de barro e nele pendurei alguns pingentes de tassel:

A segunda opção foi amarrar esse grelô colorido que achei super da parada da diversidade (haha) em volta do outro jarrinho…

E a terceira opção foi colocar bolinhas de lacrar envelopes (Que já usei em vários projetos, sou louca por elas) em um vaso desses de plástico mesmo…Deu até um glamourzinho, né?

Agora a sala já tem muitas outras plantinhas além das que mostrei nesse outro post. Vou organizá-las por aqui e próxima semana farei mais um update de como estão as coisas aqui na casinha.

 

COMPARTILHE
Ana Medeiros
É a neta de D. Edite. Ana comanda o #ACQMVQ e vive diariamente decorando aqui e ali. Trabalha home office produzindo conteúdo para o blog e outras empresas das internetes. É mãe de dois pioios lindos, ama comer, desaguar nas palavras, e não dispensa uma caipirinha no fim de semana. Sabe que ser livre também é perder o controle, que morar é mais do que habitar e que um abraço apertado é melhor que banheira de ofurô.
Faça seu comentário

2 Comentários

Deixe um comentário

Por favor, deixe um comentário
Por favor, informe seu nome