Menu
  • oi ano novo

Em 18.01.2016 - Por Gabi Kopko

Sobre um vilarejo chamado Cumuruxatiba

IMG_3469

Brinco que a primeira vez que ouvi o nome desse vilarejo, lembrei da bruxa baratuxa do Chaves com seu PARANGATIRRIMIRUARO. O vilarejo difícil de decorar o nome fica no Sul da Bahêaaaa, a 32 km do Prado.  Resolvi escrever sobre esse lugar lindo onde passamos a virada já que não encontrei muitas informações na internet sobre e tinha algumas preocupações com a viagem que escolhemos fazer de carro.

De Brasília até lá foram, mais ou menos,  1400 km percorridos em dois dias de ida e mais dois de volta.  Aqui tem algumas outras cidades e a distância até o lugar:

Principais Distâncias

Belo Horizonte ………………….. 823 km

Curitiba……………………………..1835 km

Florianópolis………………………2097 km

Porto Alegre……………………….2508 km

Recife………………………………..1488 km

Rio de Janeiro………………………989 km

São Paulo…………………………1.402  km

Vitória…………………….. ………….472 km

Salvador………………………………816 km

Por Prado, existem duas formas de se chegar a Cumuruxatiba. A estrada principal é a opção mais longa, porém com maior segurança: são 9km de asfalto e 31km na estrada de chão. A segunda alternativa é mais curta (32km) e foi o caminho que escolhemos (que só descobri que era a mais perigosa nesse exato momento), mas que é paralelo as praias,  por cima das falésias. Falésias, aliás, são umas das coisas que compoem a beleza do lugar. Esse caminho é inteiro de terra e eu não aconselharia ninguém a fazer o percurso com chuva. É bastante arriscado.

Chegou!

DSC_9330

Cumuruxatirrimiruaro

É assim que chamo a cidade carinhosamente! Levi ficou chamando a cidade o tempo todo de Maracujá: – Tão legal aqui em Maracujá! Depois aprimorou a pronúncia para “Maracujatiba”.

A palavra Cumuruxatiba tem origem indígena e está relacionada com um fenômeno característico das praias da cidade. O mar recua tanto na maré baixa que você consegue andar cerca de 200 metros mar a dentro. Logo, o nome tem relação com as diferenças entre as marés: Muxa: Maré Baixa e Tiba: Maré Alta. É lindo de ver! Bacana também é ficar no mar com as crianças: o mar é tão raso em alguns pontos que eles podem brincar sozinhos, sem desespero. Sozinho significa ainda com você do lado, mas com mais tranquilidade do menino não ser arrastado mar a dentro e tudo mais. Sou dessas que morrem de medo do mar… então acabei classificando Cumuru como um dos melhores lugares com praia que já fui com meus filhos. A água também estava uma delícia nessa época, bem quentinha e o mar vai indo pra um azul dia a dentro que só de olhar já descansa a cabeça.

IMG_3472

Pra quem vai ficar na cidade, tem um site que lista algumas pousadas. É esse aqui ó: Cumuruxatiba Bahia. Passei pela city várias vezes, mas não conheci nenhuma pousada de perto.  Sei que há  casas pra alugar, quartos em pousadas e hotéis  e uns dois campings. Os campings estão na beirada da praia do Piér que é a do centro da cidade. Lá a água é uma delícia, bem quentinha, o mar tem poucas ondas, mas a beira do mar é cheia de algas. MUITAS algas. Isso é um detalhe. Não diminui a beleza do lugar.

Tô meio viciada no AIRBNB e sempre uso o site pra arranjar um lugar nesse brasilzão de meu Deus e fora dele. Cumuru está no airbnb.

IMG_3570

O que mais gostei e é o outro motivo que me fez escrever esse post, é que na maior parte as praias são muito tranquilas. Como não tem barraquinha na beira da praia, a maior parte do tempo você não vai ouvir as 10 mais músicas do verão que mesmo você odiando, vão pregar na sua cabeça. Mesmo com outras poucas famílias, a sua vista vai ser meio assim:

DSC_9209

Quase uma praia só pra você! Mas vale lembrar que algumas e quase todas as praias não possuem barracas e devido às falésias, nem sombra pela manhã no verão. Por isso você não pode esquecer nunca, jamais, não mesmo, em hipótese alguma, um guarda-sol. Ainda mais se tiver com crianças. No máximo, você consegue ali um cantinho numa “gruta” rasa na falésia. No mais é sol no côco, no corpo…

DSC_9129 copy

Além das árvores somos nozes brotando do mar… Lembra do fenômeno de maré alta e baixa que dá o nome da cidade?! É isso que rola.

DSC_9319

De uma forma bem tosca, pra nós brasilienses, seria a junção perfeita de Pirenópolis (GO) com mar….E de Piri eu arrumo um dia pra falar com calma também. Também há lá uma mistura de águas interessantes.

DSC_9358 copy

outra

DSC_9143 copy

Preços

Agora a gente vai falar de um assunto “mamilos”. De forma geral achei a cidade bem cara. Meu conselho é: se você pode fazer a sua própria comida nos dias que for ficar lá, faça.  Tente experimentar uma hora ou outra algum restaurante, mas se a ideia é não gastar muito, não dependa dos restaurantes locais.  O que é caro pra mim: Uma caixa de bombom que compro por 4,99 custar 15 dilmas. Um prato com frango grelhado, batata frita, arroz e salada pra dois custar 100 reais. Frango e batata frita! Não consegui, mesmo com poucos dias lá, achar um lugar que super indique com comida boa e preço justo. Pra não dizer que não amei nada, gostei de um pastel de arraia que comi numa pastelaria que fica do lado de um mercado! Hahahah Ah, gente! Esqueci de anotar, mas lá não tem tantos mercados. Vi três. Me indicaram as bebidas do MPB bar, na praia do píer. Não cheguei a provar.

Uma dica IMPORTANTE é (com letra maiúscula): se você usa medicamentos de uso contínuo é bom levar os seus de casa, da farmácia do lugar que cê mora. Há duas farmácias na cidade e a variedade de remédios não é muito grande.Algo pode faltar. Aliás, foi o que aconteceu comigo.

Acesso as Praias

O acesso a boa parte das praias segue a mesma linha: terra, areia, poeira… melhor parte é o final ter uma vista bacana e poder ficar bastante tempo no mar, com uma vista paradisíaca. Um azulzão de céu tão que se mistura com o azul/verde do mar, que contrasta com a areia…Mas cuidado! Sinal de chuva é alerta total! A estrada vai ficar tensa. Outra coisa, mesmo morando numa cidade que tudo é bem longe, a distância pras praias é um grandinha. Eu tenho a impressão que em estrada de terra o tempo leva mais a passar. Não sei se foi isso, mas achei a distância grande sim.

Agora deixa eu contar uma fofoca: Lembram daquela abertura maravilhosa daquela novela da Grazi na praia?! hahahah Flor do Caribe. Onde querida Grazi ex bbb deusa melhor mudança de imagem ever que já aconteceu gravou cenas sensacionais?!

DSC_9117

Lá já foi até gravada novela do Rede Globo, meu povo! Olha a cabaninha aiiií.

Night is a children

Fui duas vezes pra cidade à noite. Além de um rolê na pequena praça principal da cidade,  você pode ficar sentada lá com a sua família. rs Gente, desculpa. Lá eu dormia às 21h quase todos os dias. Pelo menos, eu tentava chegar ãs 21h acordade. Eu sei que é muita juventude pra uma pessoa só. Desculpa, sociedade. Nada de baladas xovens ou maternas, mas ouvi dizer que rolava todo dia um lual diferente e que a galera lotava a praia do Píer.

No balanço da viagem rápida então indico cu-mu-ru-xa-ti-ba sim! Anota aí na agenda que é um vilarejo bacana que vale a pena passar uns dias uma vez na vida.

essa

Conheci um ateliê com umas peças em cerâmica lindas. Renata Homem é o nome do lugar. Clique lá, pai.


Em 11.01.2016 - Por Marcia Marinho

Como fazer uma garrafa porta-rolhas

Não preciso de nenhum motivo especial para abrir uma garrafa de vinho (sou apaixonada). No ano passado a tentativa de fazer um quadro porta rolhas falhou por não encontrar a moldura ideal na vidraçaria, e foi nas comemorações de fim de ano, com muitos vinhos aqui e ali, que acabei ganhando duas garrafas de 2 litros e daí eis que deu um “pliiiiiim” nesta cabecinha.

De tão fácil e simples nem vou considerar este um pap, mas um compartilhamento de ideia (hahaha), vejamos abaixo:

Materiais

Você vai precisar de:

1 garrafa (usei a de 2 lts como mencionado), 1 transfer/adesivo e as rolhas.

Furo na garrafa

Para o furo optei por ser feito na vidraçaria pela praticidade, mas no Google você encontra alguns tutoriais de corte em vidro.

Garrafa Pronta 1

Pode ser cortado contact, usar alguma outra customização (deixe sua imaginação fluir). Mas por praticidade (2) fiz o transfer em uma gráfica express.

Garrafa Pronta 2

Pronto!

Ai está decorando e guardando essas boas memórias. Já que o começo do ano é para organizar nem deu tempo de encostar a garrafa em um canto para que ela virasse acúmulo ou tralha.

Feliz 2016 pra todos vocês!


Em 07.01.2016 - Por Ana Medeiros

Móvel de quinta: Caixa de areia para crianças

Talvez você já tenha visto o vídeo rolando lá pelo Facebook, mas eu não tinha como não mostrar aqui essa ideia gênia.  A Casa da Madeira São Jerônimo é uma empresa familiar, lá do Rio Grande do Sul. Além de restaurar móveis, criam outros super funcionais, tudo muito simples e que nos fazem ter a velha sensação de “Como não pensei nisso antes?”.

E o vídeo que viralizou lá pela bandas do feissem, mostra a nova invenção da família: uma caixa de areia para crianças, feita toda de madeira. Ela tem 1,00×1,50, ou seja, não vai ocupar tanto espaço e é ideal até pra quem tem uma varandinha no apartamento né? Pode ser colorida ou na madeira crua, e a tampa quando aberta vira dois banquinhos.

Não é uma graça????

caixa de areia para criança1 caixa de areia para criança2

Aqui tem o vídeo mostrando como funciona ó:

Não sei se eles estão dando contas de tantas encomendas porque parece que o vídeo no Facebook viralizou, mas sei que tá rolando uma fila de entregas e a coisa tá fluindo. Vale tentar o contato por inbox ou tentar você mesmo colocar a mão na massa e criar uma versão só sua, né?


Página 4 de 3941 ...12345678... 394Próximo

#ACQMVQ indica