• banner_908x335
Em 03.01.2017 - Por Ana Medeiros

Lar não tem regras, a gente só vive feliz num teto de exceções. Feliz 2017!

Casa é mais, muito mais.

Comece a perceber as coisas de uma forma mais ampla, menos material, mais subjetiva, menos prática, mais raiz, menos tijolo, cimento, reboco. Porque casa é construção interior, é de dentro pra fora, e a gente só nota isso quando abandonamos a ideia de que casa é algo distante dos esterótipos de casa, de tudo isso que chega até a gente através das revistas, dos blogs, da Casa Cor anual em nossas cidades.

Não quero falar aqui mais uma vez do que já estamos cansados de saber. Eu quero apenas te propor outras visões, outras belezas,outros porquês pra você amar o lugar que você dorme todos os dias, ainda que você ainda não more numa casa sua. Morei por muitos anos na casa da minha vó, que não era minha, morei outros momentos na casa da minha mãe, que não era minha, e morei até em casas que não eram minhas apesar de eu ser a dona delas. Ok…de certo modo isso não faz muito sentindo, mas é verdade. Hoje me sinto em casa.

Ana sala

Encontramos uma casa, quando encontramos abrigo, bem-estar, confiança e espaço pra fritar um ovo em paz ou assistir um filme com a nossa melhor/pior versão. Lar não tem regras, a gente só vive feliz num teto de exceções, e enquanto não abandonarmos padrões, estaremos sempre vivendo a angústia de algo que é difícil demais de alcançarmos, principalmente quando não temos grana, tempo, afinidade e disposição, e pelo menos eu, estou cansada de me cobrar o tempo inteiro.

Me propus esse desafio para 2017: Menos resoluções e mais intensões, em tudo. Não dá pra ficar angustiada com a casa desarrumada no domingo, na segunda, na terça. Não dá pra sofrer porque ainda não deu pra comprar um ar condicionado e estamos nos virando com o velho ventilador, chega de vivermos nos lamentando por causa do porcelanato que ainda não é possível, meldels! Podemos resolver isso a qualquer momento, ou quando chegar o momento, e tá tudo certo, gente!

Particularmente é extremamente prazeroso pintar paredes coloridas, ganhar um sofá novo, organizar cada coisa em seu lugar, colocar quadros nas paredes. Mas quero além: Quero amigos lavando os pratos na minha cozinha após um dia de churrasco, quero crianças passando tinta guache no chão da sala sem medo de um grito meu, quero incenso perfumando a sala todos os dias às 22h, quero mostrar no instagram meus filhos dando gargalhadas enquanto pulam na minha cama, quero minhas frigideiras queimadas depois do meu namorado ter feito o melhor hambúrguer que já comi na vida. Qual o mal em servir o almoço para os novos amigos no prato colorido de plástico que acho lindo?

Precisamos urgentemente abandonar toda a precariedade do morar e pararmos pra refletir sobre a nossa casa, o que queremos e o que esperamos dela, em outro patamar: no sagrado, no que está intrínseco em nós, na nossa pequena e monstruosa revolução de viver melhor dentro dos nossos tantos metros quadrados em meio a um universo tão infinito. Chega de chorarmos, né não?

Fiz esse exercício e te proponho a fazer o mesmo. Deixo aqui todas as minhas intenções para esse novo ano, e espero que te inspire de alguma forma. O mundo já anda pesado demais lá fora, leitorinhos:

1-Cozinhar uma receita nova toda semana enquanto escuto uma playlist nova do Spotify.

2-Acender um incesso todos os dias antes de dormir (Cada dia num cômodo diferente).

3-Doar algo da minha casa todos os meses, jamais acumular.

4-Ensinar sempre os serviços domésticos para os meus meninos, e fazer com que eles cumpram diariamente os já permitidos para as suas respectivas idades.

5-Receber amigos um fim de semana a cada mês (Pelo menos).

6-Abandonar o controle quando for necessário e parar de me sentir culpada por não ser capaz de fazer tudo não só em casa, mas também no trabalho e com as crianças (E sim, esse item exige um pouco mais, e preciso te dizer que leituras sobre o budismo e o feminismo tem me ajudado muito).

7-Espalhar post-it, pôsteres e folhas rabiscadas pela casa de forma aleatória com mensagens de otimismo e empoderamento.

8-Dispensar velhos hábitos que prejudicam o meu descanso, como alimentar a neura da casa arrumada nos fins de semana ou em dias em que isso não é possível, seja por priorizar outras atividades ou somente por respeitar a minha vontade.

9-Manter a lista de gratidão maior que a lista de consumo.

10-Abrir portas e janelas de todos os cômodos, pra que o ar e o sol cumpram seu papel de renovação e purificação.

11-Revelar fotos e espelhá-las pela casa, lembrando de fases e momentos felizes e gratificantes.

12-Ter mais plantas em todos os cômodos e separar um momento toda semana para cuidá-las.

13-Descansar a mente em momentos de silêncio deitada no chão da sala.

São só algumas, mas quero saber agora, depois desse post esquisito e verdadeiro, quais medidas serão tomadas por vocês. Contem-me.

Um feliz 2017 pra todos <3

(O quadrinho é da minha coleção para a Moldura Pop).


  • Elaine

    Em 03.Jan.2017

    Olá Ana, você é uma querida e o seu blog, lindo, lindo, é um que eu sempre visito. Gostei da sua listinha e eu em particular adoro umas listinhas do que fazer, do que não fazer tb, sem ficar totalmente a mercê disto. Força ai na sua nova fase, estou daqui acompanhando e torcendo para que tudo flua conforme o esperado, e até mais. Beijo no core <3!!!

    Responder

  • Maria Claudia

    Em 03.Jan.2017

    Oi Ana , menina que palavras de incentivo nos passa. Aqui em casa também farei o mesmo como não me enlouquecer por não conseguir manter a casa arrumada todos os dias. Tenho que passar a acordar mais cedo e colocar em prática meus objetivos. Quando acordo já ligo o rádio para agitar o dia ! Também pretendo receber amigos pelo menos uma vez por mês aqui em casa e sair mais vezes para distrair a mente. Sou muito caseira. Também tenho muitos propósitos para este novo ano e desejo imensamente realiza-los.
    Desejo à você muita saúde , felicidades e sucesso em seu caminhar !
    Tudo de bom querida, bjssss

    Responder

  • vilmara thomaz

    Em 03.Jan.2017

    Oi, gosto bastante do seu blog. Pode me informar onde encontro esse tipo de suporte pra pendurar bolsas? Obrigada.

    Responder

  • Sofia

    Em 03.Jan.2017

    Ola Ana!!! amei seu blog!! Suas ideias são todas muito lindas!!

    Só queria deixar uma sugestão de pauta. Várias amigas minhas estão comprando aquelas geladeiras vintage mais bonitonas. Eu queria uma, mas não faço a mínima ideia de como combinar.

    Você sabe qual a melhor geladeira e como combinar na cozinha se eu quero um estilo retrô?

    Beijocas!!

    Responder

  • Cabeça de Frade

    Em 03.Jan.2017

    Que texto fabuloso! Que todos teus propósitos aconteçam, FELIZ 2017, Ana!!!

    Responder

  • Fabiana G. L. Segatto

    Em 03.Jan.2017

    Confesso que tenho a maioria dessas práticas com excessão das 03, 08 e 13!!! E quero permanecer com elas, estou mais espontânea e alegre!

    Responder

 

PageRank

Conheça nossos produtos