• banner_908x335
Em 15.02.2017 - Por Ana Medeiros

Como organizo meu armário/closet

Depois que gravei lá o vídeo mostrando o closet, algumas pessoas me perguntaram se eu realmente conseguia mantê-lo tão organizado no dia a dia. Surpreendentemente, posso dizer que sim minha gente, tenho conseguido!

Acho que o que mais colabora pra desorganização é a pressa que geralmente temos para nos arrumar, unida a indecisão do “que roupa vestir?”, Né verdade? Outra dificuldade era em não saber o que fazer com as roupas que eu já tinha usado, mas que dariam pra usar outra vez antes da lavagem (E aqui a gente tem feito muito isso por causa do racionamento de água), daí tudo isso ia virando um bolo de neve, ou melhor, de roupas.

Admito que o quarto somente para os armários tem me ajudado bastante, e como os móveis da Politorno não tem portas, também tem sido mais fácil me policiar com a bagunça.

IMG_9052

A primeira medida a ser tomada foi realmente me livrar do que não usava mais, e estou prestes a doar outra leva de roupas, porque desapegar vira um vício. Quero também renovar os lençóis que estão pedindo misericórdia, descartar umas toalhas mais velhinhas (que geralmente viram pano de chão). Tenho poucos edredons, e os que não estão em uso, estão guardados lá no bauzinho da cama box (que mostrei no vídeo).

As blusas mais delicadas e de mangas compridas ficam no primeiro cabideiro junto aos vestidos. No segundo cabideiro, calças (que tenho usado bem pouco e doei várias) junto com saias longas e tal. Shorts e leggings organizei em forma de rolinhos, que ocupam menos espaço e não tem aquela frescura de amassar. As “brusinha” não tem muita ordem não, e ali na última prateleira tem uma mudinha de roupas do chuchuzinho.

IMG_9060

A parte superior ficou mesmo para peças mais pesadas e para as caixas organizadoras, onde guardo as coisas de ajeitar o cabelo (chapinha, escovas e modelador) e na outra as maquiagem que não uso com frequência.

organizar o closet a casa que a minha vo queria 8

IMG_9071

No lado esquerdo as prateleiras serviram para guardar as toalhas e lençóis, e nas gavetinhas, peças íntimas.

IMG_9054

IMG_9056 IMG_9057

Falei lá no começo sobre os probleminhas que nos levam a desorganização, e faltou dizer como estou lidando com eles, então vamos lá:

Sou uma pessoa capaz de sair de pijama pra levar as crianças na escola, sério MESMO! Então essa coisa de dizer que vou tirar mil roupas pra escolher qual usar, não rola comigo no dia a dia, só quando saio a noite mesmo. Como as roupas estão bem separadinhas, então é tranquilo achar algo somente dando uma olhada antes de desdobrar ou tirar tudo do cabide. Resumindo: A própria organização facilita e não desorganização, entendeu? Hahaha. No caso das roupas que ainda serão usadas, deixo-as no cabideiro que tem na outra parede (ah, gente, assistam o vídeo) ou dobradinha em cima da cama de hóspede, geralmente faço isso com short jeans que sei que posso usar com outra blusa na mesma semana. Se a roupa tiver muito limpa mesmo, zero sujeira e suor, volta para o cabide. Com as roupas das crianças a mesma coisa.

E assim tenho mantido a ordem, sem sofrência, não sou nenhuma expert em organização, muito menos tenho truques inovadores, mas no padrão Ana Medeiros, tô de parabéns (Quando lembro do meu guarda-roupa na adolescência, me sinto muito vitoriosa, hahaha). Com a ajuda dos móveis compactos e práticos da Politorno, que mais uma vez, su-per recomendo!


Em 21.09.2016 - Por Verônica Cavalcanti

Caixas e Cestos na organização

Muita gente condiciona o sucesso da organização ao fato de ter dinheiro para investir em produtos organizadores. Né bem assim não hein?  Tem gente também que diz que vai tirar férias para se organizar. Oi??? Gente, férias é pra descansar, viajar, ler livro, curtir a família e por aí vai, meeeeeeeeeeeeeeeeeeenos  para organizar a casa. Que isso gentemmmm???

Costumo dizer por aí que ser organizado é um hábito que se faz na primeira infância, junto como tantos outros, como por exemplo, alimentação saudável. Criança que cresce num ambiente organizado e tem sua rotina acompanhada, tem uma cobrança, ainda que mínima para manter sua roupa no lugar, seus brinquedos guardados depois de usados, acaba se acostumando com isso. Euzinha por exemplo. Cresci num ambiente assim. Não sei ser diferente. Não sei o que é morar numa casa bagunçada. Meus pais sempre mantiveram esse hábito. Minha mãe nunca foi lá muito organizada, mas quem tocava a banda lá em casa era seu Zé, meu pai, então…a casa era pintada todo ano, os móveis tinham sempre manutenção, muitos quadros na parede (talvez por isso eu seja fissurada em quadros) e nunca brincávamos na sala, nosso quarto era nosso território desde que os brinquedos voltassem para o lugar ao terminar de brincar. Cresci assim gentemmmm, absorvi isso cedo e sem nunca perder a criatividade. Falando nisso, hoje eu resolvi falar da nossa principal matéria prima: os cestos e demais organizadores. Sem esse item eu não consigo ir muito longe. E trabalho com o que tenho e com o que o público me demanda, podendo ser de plástico, de palha, de couro, de acrílico e por aí vai. Sempre usando a nossa criatividade nível máximo. Quer ver?

White storage units and boxes stacked on desk

Plástico, o mais usado! O rei! O popular! Aquele que nos salva principalmente nas áreas molhadas como banheiros e cozinhas, mas nada impede de usá-los nos demais espaços como quarto de crianças. Com ou sem tampa são nossos maiores aliados em todo nosso processo. Aqueles com divisórias são meus preferidos para separar botões, miudezas, aqueles elásticos pra fazer pulseira, sabe? Mas a minha organização preferida nele é a de Legos. Ahhhhhhhhhhh os Legos, por cor, na caixinha, porque neurose pouca é bobagem!!

cestos e caixinhas organizadoras - www.acasaqueaminhavoqueria (17) cestos e caixinhas organizadoras - www.acasaqueaminhavoqueria (7)

Acrílico, o moderno! O VIP. O queridão dos arquitetos e decoradores, mas bem mais caro que os que costumamos usar como solução para a organização. Perfeito para quartos de crianças, por conta das cores etc e tal, mas servem também para cozinha, banheiros e demais espaços. Dá um bizu nessa brinquedoteca que organizamos para uma criança de cinco anos e sua irmã que ainda estava na barriga? Os cestos de acrílico nos ajudaram muito a definir o espaço de cada um, obviamente que o mais velho reinou quaaaaaaaaaaaaaase absoluto!

cestos e caixinhas organizadoras - www.acasaqueaminhavoqueria (18)

Vime, palha e materiais dessa mesma família. Os étnicos! Para os descolados e os que amam a nossa cultura, nosso país e querem isso impresso na organização da casa. Essa foto é de uma cliente querida, professora primária por amor e vocação e sempre que organizamos a casa dela, os cestos que ela trouxe do Norte do Brasil entram nesse contexto como aliados para o seu material de trabalho, correção e provas e elaboração das mesmas.

cestos e caixinhas organizadoras - www.acasaqueaminhavoqueria (1) cestos e caixinhas organizadoras - www.acasaqueaminhavoqueria (2)

O couro. Soberbo! Rs É caro mas existem aqueles que gostam e investem pesado na organização do seu espaço. Feitos sob medida ou à venda em lojas home decor com super assinaturas, eles pode compor o ambiente e esconder papéis, documentos, materiais de papelaria, revistas e todo um universo voltado para este perfil de cliente, mais sóbrio e classudo certamente.

cestos e caixinhas organizadoras - www.acasaqueaminhavoqueria (20)

Madeira. O descolado também. Pode ser alternativo, personalizado, customizado ou “no osso” como dizem por aí. As caixas de madeira tem a função de cestos pois setorizam produtos os mais variados. Deixaram de ser caixinha de costura e ganharam novas funções e versões e hoje estão presentes por toda a casa. Na sala para abrigar os jogos, os baralhos…no quarto da criança para guardar as miudezas…nos armários, para guardar bijuterias, óculos, cintos…nos homes da vida para organizar LPS, Cds e por aí vai, UFA!

page

Tecidos variados. Podendo ser sintéticos ou não. Feitos à mão por artesãos ou comprados em lojas físicas ou virtuais mundo afora. Charmosos e verdadeiros aliados na organização da mesa de estudo, brinquedos, revistinhas, livros, miudezas e por serem maleáveis se ajustam ao espaço mas num guentam muito peso não hein? Prestençãaaaaaaaaaaaao!

cestos e caixinhas organizadoras - www.acasaqueaminhavoqueria (8)

Papel. Versáteis. Não curto muito organizar com caixas de papelão não, mas é um recurso muito mais barato e vende em qq lugar, desde papelaria chique à loja de material de construção. O problema dele é que não aguenta muito peso, principalmente papéis e objetos pesados. Porém, se o cliente tem, eu uso e sem reclamar, juro! Se ele quiser e for comprar, eu sugiro caixas de papelão de uma gramatura maior tipo papel craft como essas da foto aí, no cantinho que abrigam os mostruários dessa cliente que trabalha com Organização de Eventos. Coube como uma luva!

cestos e caixinhas organizadoras - www.acasaqueaminhavoqueria (21)

Então, me diz agora? Qual a desculpa para não ter uma vida mais organizada? Hein? Hein? Hein? Filhos? Marido? Trabalho? Dinheiro? Nada disso minha gente!!! Se apegue no cestinho, na caixinha de qualquer material, tipo, cor, e se jogue! Enquanto é tempo, enquanto o guri não cresce e ainda e para não perder mais deliciosas férias por conta de uma rotina que poderia ser feita, ainda que passos de tartaruga no dia a dia. Pensa nisso?

Beijos da menina do AO

Verônica Cavalcanti

 

 


Em 16.09.2016 - Por Ana Medeiros

O quase quarto dos pioios <3

Não é porque eu ando procurando um novo lar, que vou deixar de falar do quanto essa pequena casinha que morei por mais de um ano da minha vida não é tão querida e me fez tão bem durante esse tempo. Na verdade nos próximos dias penso em fazer um diário de memórias por aqui de cada cômodo, ritual de passagem, gente.

Essa manhã estava arrumando o quarto dos meninos e pensando em tudo que passamos durante meses pra deixar as coisas com as nossas caras, de como essa identificação passa por um processo longo e muitas vezes interminável. É obvio que eu queria ter terminado a decoração do cantinho deles, tê-los presenteado com um quarto lindo de viver, mas nessa casa não deu tempo, vai ficar para a próxima.

Ainda assim vejo o quanto gostam desse espaço. Coisa mais linda é Bê dizendo “Vou pro meu quátu” e Vini fechando a porta e deitando em sua cama pra ter os momentos de sossego e reflexão (Quando ele tá com raiva é pra onde ele corre).

Bem, quadros não foram para as paredes, fios não foram escondidos, vasinhos não ficaram nas prateleiras, a cabeça de urso não deu tempo de ser colocada no seu devido lugar, almofadas não foram tiradas da embalagem. Mas tivemos um quarto, ninguém pode negar, e quero falar um pouquinho sobre ele…

quarto-dos-pioios-4

Começando pelo buffet, irmão da minha penteadeira, da Aprimore Móveis. Lembram que já falei do quanto a Aprimore é maravilhosa e do quanto eu tinha ficado MUITO MEGA satisfeita com o acabamento e a qualidade dos móveis deles? Pois é, não foi diferente com esse lindão aí. O buffet já veio montado e super em embalado. Indico, indico, indico MUITO os móveis da Aprimore, são mesmo maravilhosos e não canso de dizer.

quarto-dos-pioios-6

Como Bernardo ainda não se importa muito com o fator organização, Vinícius arruma do jeito dele: Jogos de tabuleiro na portinha maior, arminhas na primeira gaveta, livros na segunda e jogos de vídeo game na terceira.

quarto-dos-pioios-5 quarto-dos-pioios-10

O papel de parede adesivo é da Decoratons, e confesso que colei errado (era pra ter casado os desenhos das nuvens), mas ainda assim o efeito é lindo e as cores caíram como uma luva com as cores das paredes que eu havia pintado. A luminária nuvem é da Davó e já está à venda na lojinha.

quarto-dos-pioios 5

Ah, pra quem não tá entendendo onde Bê dorme: Essa cama é bicama, então ele dorme na outra cama que fica embaixo da cama de Vinícius.

quarto-dos-pioios-9

Do outro lado o guarda-roupa que é fixo e da casa, ou seja, meus pioios precisam de um armário na nova casa, rs. E depois a mesinha de estudos, que é da Essência e já nos acompanha há algum tempo.

quarto-dos-pioios1

quarto-dos-pioios3
É isso, já tenho mil ideias para um quarto totalmente novo para esses pioios, aguardemos a vida seguir…


Em 13.09.2016 - Por Ana Medeiros

A dor e a delícia de trabalhar em casa (e com internet)

Esse é um post colaborativo da minha amiga e leitora do #ACQMVQ, Flávia Abreu. Ela também escreve no blog Casinha Bonitinha, e é empreendedora e artesã na loja Dona Makakinha (Fanpage).

Quer também participar de um post aqui no blog? Mande seu post para o [email protected]

Quem acha que eu fico à toa, o dia inteiro no Facebook, quando me vê olhando o tablet ou o celular, não imagina que o que parece diversão é, na verdade, trabalho. Quando eu ligo o notebook para trabalhar no blogue ou na minha loja, as redes sociais e minha conta de e-mail ficam “logadas”, assim como o Instagram, no celular. É claro que, volta e meia, dou uma olhadinha nos jornais, no Pinterest e nos blogues do meu interesse. Quem trabalha com a Internet sabe a velocidade em que as coisas acontecem. Eu só desligo tudo mesmo se estiver escrevendo os capítulos do meu livro, preparando atividades da escola ou minhas crônicas do jornal ou escrevendo postagens no blogue, porque para escrever, a gente precisa se concentrar muito. Às vezes, eu desligo até o telefone. Não creio que estar “plugado” o tempo todo a várias mídias e canais diferentes de interação e comunicação deva fazer muito bem cognitivamente. Aliás, atualmente, há importantes pesquisas de neurologistas que apontam para a atenção com essa nossa mania de responder todos os e-mails, todas as mensagens instantâneas ou sempre verificar cada notificação das redes sociais. Ninguém precisa estar sempre por dentro de tudo, muito menos, disponível o tempo todo para todo o mundo, a não ser que este seja o seu trabalho.

home office3

Para que o trabalho home office dê certo, organização é fundamental. É preciso muito planejamento, foco, paciência e um certo “know-how” para exercitar a plena atenção (mindfulness). Eu realmente me policio. Trabalhar em casa permite uma organização melhor do nosso tempo, mas exige compromisso e cumprimento de agenda rigorosamente. Algumas vezes eu trabalho de camisola sim, não nego. Trabalho com uma xícara de café ao lado, uma taça de vinho, dependendo do meu humor. Dá vontade de se jogar na cama após o almoço? Dá sim. Marido chega de repente e dá aquele “xêro” gostoso no cangote, e isso é bom demais. Não rola estresse de trânsito, você fica perto da família, almoça a hora que você quiser, economiza com transporte, faz o seu horário, levando em conta que você tem que ir ao banco, ao supermercado, ao dentista, etc.

A dor e a delícia de trabalhar em casa (7)

As desvantagens? Bom, eu não tenho filhos, mas quem tem crianças em casa precisa se desdobrar porque os pequenos querem (e precisam) de atenção. Outra desvantagem é que você pode trabalhar mais do que se estivesse trabalhando no escritório, caso não se policie. O perigo de nunca se desligar também é imenso. Quando eu penso que parei, toca o WhatsApp e é um cliente. Organizar um horário de atendimento é primordial para o seu negócio dar certo.

A dor e a delícia de trabalhar em casa (4)

A minha dica principal para quem trabalha em casa, ou vai começar a trabalhar é ter um espaço só para isso. Uma mesa com uma cadeira, que seja! Se houver um cantinho na sala, no quarto, no corredor, ou até mesmo na varanda, invista em prateleiras ou nichos, um mural, um gaveteiro e concentre seus objetos de trabalho e seus esforços ali. Não é nada agradável uma impressora na mesa de jantar, um rolo de plástico bolha no tapete da sala ou inúmeras caixas de Correios em cima da cama.

home office2

Eu tenho um bom espaço, um quarto só para trabalhar, onde ficam estantes e prateleiras com meus livros, material de consulta, impressora, documentos, telefone, gaveteiro, revistas, uma bancada grande, cadeira, todo o material do meu ateliê de bijuterias, notebook. Mas confesso que ando me cansando de ficar vendo essas caixas o tempo todo, pastas, rolo de plástico bolha, planilhas, sacolinhas, cartões de visita, adesivos, embalagens de presente, material de escritório… Abri mão de ter um quarto de hóspedes para ter um home office, e quando recebo meus enteados e sobrinhos, os coitadinhos dormem em um colchonete. Isso me dói. Estou pensando seriamente, em breve, alugar uma salinha. Vou deixar algumas dicas para os “home office workers”, que funcionam para mim, coisas que tenho aprendido “na marra”, por experiência própria. Talvez ajudem quem tem um escritório em casa ou quem está começando.

A dor e a delícia de trabalhar em casa (6)

1. Organize seu horário de trabalho. Não precisa ser o mesmo todos os dias, dependendo da sua atividade. Eu, por exemplo, dou aula à noite, logo, entre 18h e 22h, eu não estou em casa. Se for possível, na segunda-feira, por exemplo, você trabalha de manhã e à tarde vai ao médico, passa na feira e na farmácia. Na terça, já que você precisa comparecer a uma reunião pela manhã na escola do seu filho, trabalhe à tarde. Os notívagos devem aproveitar a madrugada, o que é uma delícia.

2. Tenha em mente que, embora você esteja vestida de forma simples, com os cabelos desajeitados e sem maquiagem, você está trabalhando. Deixe isso bem claro, com carinho, para as pessoas que moram com você, a fim de que não a interrompam, caso não seja necessário.

3. Respeite os horários das refeições. Faça as refeições no local das mesmas, e não no local onde você trabalha. Não comprometa a sua saúde.

4. Converse com seus familiares e amigos sobre o seu trabalho. Algumas pessoas pensam que, por estarmos em casa, estamos disponíveis para receber visita ou para longas conversas ao telefone. Seja gentil, porém, assertivo.

5. O pijama é permitido, de vez em quando, mas não se trata do “dress code” oficial de quem trabalha em casa. Acorde, tome banho, tome café, arrume-se de forma simples e confortável para trabalhar em casa. Isso vai ajudar você a entrar na rotina.

6. Não misture as coisas. Procure separar os problemas domésticos do seu trabalho.

7. Procure ter uma cadeira confortável; deixe a tela do computador em uma altura boa para os seus olhos; atenção à iluminação do ambiente; alongue pernas, braços, dedos e pescoço de vez em quando, para evitar problemas de saúde.

8. Dependendo da sua atividade, ouvir uma boa música  enquanto você trabalha, ajuda a relaxar.

A dor e a delícia de trabalhar em casa (1)

E bom trabalho!

Besitos

Flavia


Em 16.08.2016 - Por Verônica Cavalcanti

Tipos de cabides: Há um mundo de opções

Quando se fala de organização, qual a primeira coisa que vem na sua cabeça??? Diz aí?  Quando vc precisa organizar alguma coisa em sua casa? Diz aí pra mim, qual o espaço? Hummmmmmmmmmmmmm, acho que bem uns 60% , senão 90%, dirão que é o  armário, né não?

Pois é, esse espaço carrega a nossa identidade, carrega muito da gente. Só pelo armário sem olhar o resto da casa, eu defino a personalidade de um cliente. O armário diz muito sobre vc sabia? Sério. Não, não sou psicóloga!! Bem, quase isso levando-se em conta  os  20 anos de experiência trabalhando como Especialista em Organização e Padronização, vulgo Personal Organizer.

Então, assim como o estetoscópio está para o médico. O gatinho ou cãozinho para o veterinário. O cabide está para nós, Organizadoras. Pensando nele, eu resolvi falar sobre esse elemento tão presente na organização e que poucas pessoas dão valor a ele.

Quando eu começo uma organização, a primeira coisa que a gente pensa, é em substituir os cabides por outros iguais, iguais de fato. Todos do mesmo modelo. Não adianta ter todos brancos, ou todos pretos, de marcas e modelos diferentes. Tem que ser IGUAIS!

cabides (1)

Há quinze anos atrás, eu esbarrava muito com a pouca aceitação do cliente em substituir os cabides. Todos reclamavam do alto investimento, tratando-se da grande quantidade a ser comprada. Hoje, a aceitação é muito maior e vale muito o nosso esforço em convencer o cliente com argumentos plausíveis de que a substituição deles é imprescindível e irá ajuda-lo muito nesse processo, inclusive na otimização do espaço. Enfim, eu poderia ficar hooooooooooooooooooooras aqui discursando em prol do cabide etc e tal, mas meu objetivo é ajudar vc a escolher o cabide ideal para seu tipo de armário ou espaço, ou roupa. Mas já vou avisando, nada de trabalhar com 965.000 peças em um único cabide, ok? Vc deve considerar sempre uma peça por cabide, no máximo, aquelas regatinhas com alcinhas fininhas, eu coloco três, isso, se não tiver opção nenhuma!

Então vamos lá?

Cabides Flocados

Os flocados, ou aveludados, aqueles lindos inventados não menos do que pela Joy, a daquele filme, sabe? Ideais para quem tem muita roupa e pouco espaço. Ou para quem tem muita peça delicada e odeia aquelas marcas de ponta de cabide nos ombros, ou que ainda, tem muitas roupas transpassadas e com decotes e que escorregam no cabide.  Sabe qual?? Então, ele é perfeito para essas funções, tanto na otimização espacial, quanto na diminuição das marcas, ainda assim um aviso, use tudo o que vc tem porque se a roupa ficar pendurada durante meeeeeeeeeeeeses a fio, não vai ter cabide nenhum que não marque ok?

cabides (6)

flocados 2

OBS: Ah, tem mais, esse cabide é indicado para os magrinhos, gente gordinha, como eu – e não tô fazendo bullyng hein? Por favor!!! Ele não resiste muito ao peso, principalmente das nossas voluptuosas calças jeans!! E mais, dependendo da qualidade, ele solta pelinhos. Portanto, nem sempre o mais barato tá valendo à pena. Ou vc prefere passar o dia passando pano molhado no seu porcelanato pra tirar os pelinhos que caem dele??? Ai, ai!

Cabides fininhos de plástico e de metal

De vários modelos, mas o meu preferido é o Star, de um fornecedor aqui do RJ e que vende em várias lojas Brasil afora. Esse cabide é o segundo que mais otimiza espaços e especificamente, tem várias recursos interessantes para impedir que a roupa escorregue e caia do cabide, ele tem umas travinhas laterais ótimas. Outro ponto alto dele, são as várias cores disponíveis. Com elas você pode criar legendas de cores para cada filho ou armário da casa. Na minha casa por exemplo, eu  uso o rosa para Alice, azul para o Dani e o transparente (chamado também de natural) para o meu micro closet. Mas ainda existem as cores, verde, laranja, vermelho Coca-Cola, preto, branco e roxo pelo que eu me lembre. É o cabide mais usado por mim nos trabalhos. Confesso que alguns clientes esbarram no design que não é muito bonito, mas que ele é funcional, ah isso é!

 

cabides (1) star 6

star 2

OBS: O Star resiste às nossas roupas viu gatas garotas gostosas como eu? Mas é um cabide que por ter a ponta muito arredondada, é danado para marcar os ombros, isso se a roupa ficar muito tempo pendurada. Quanto ao de metal, fujam deles! De fato ocupam menos espaço, porém, além da roupa escorregar que é uma beleza, ele enferruja com o tempo e dependendo de onde vc more, perto da praia ou lugar úmido, a oxidação é voraz!

Cabides de madeira

Aquelezinhos  mesmo que vendem em caixas nas promoções em todas as grandes lojas. O povo adooooooooooooooooooooora comprar ele!!! Cabide ótimo para “comer” todo o espaço do seu armário meu caro amigo! Ainda mais pra vocezinha que adora comprar roupa e de quebra compra o cabide junto. Em várias versões: com ombreira, sem ombreira, de tons variados, madeira escura, madeira clara, ele só é indicado para quem tem muuuuuuuuuuito espaço ou para quem realmente se incomoda com as marcas que os cabides fazem nas roupas.  Porém, contudo, todavia rs, ele é super indicado para os rapazes, principalmente os executivos. É um excelente cabide para roupas sociais, camisas, paletós e ternos e para aquelas blusas polos que vcs insistem em pendurar né? Com aquela malha que cresce a cada dia em que ele não é retirado para dar uma voltinha.

 

cabides (3) madeira 3 madeira 2

OBS: Para os que adoram investir pesado nesse quesito, é um cabide que fica lindoooooooooooooo com as suas iniciais gravadas nele. Sim, um luxo! As lojas fazem isso e vc pode fazer também no seu armário ou closet. Tenho cliente que fez e ficou um espetáculo! Cada um com seu cada um!

Cabides de acrílico

 Alguns o gancho mexe, sabe? Muitas lojas usam ele porque é prático pelo excesso de manuseio. Se vc pendurou a roupa na direção errada, ele gira facilmente sem precisar despir o cabide. Em compensação, esse cabide que eu apelide sarcasticamente de Linda Blair, a atriz lorinha do Exorcista, lembra? Sim, ele gira o gancho 360 graus igual a cabeça da atriz naquele filme que dá arrepios. Digo meus queridos, ele é um cabide frágil, e no troca-troca de roupas, muitos quebram e a durabilidade é infinitamente menor do que os outros de plástico ou madeira, além do espaço absurdo que ele “rouba”.

cabides (4) acrílico 6 acrílico 1

OBS: Esteticamente ele é lindo, dá uma plasticidade ao armário, maaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaas, me dá nervoso pois nas lojas, que tem muitas araras e pouca roupa, ou roupas leves, ele fica delicadamente desalinhado. Ele não fica retinho na arara. Aquilo me dá uma angúuuuustia que só Deus! Simetria minha gente! Amo simetria!

Os tradicionais cabides plásticos

 De várias cores e qualidades distintas. Foram muito usados ao longo de muuuuuuuuuuuuitos anos. É um dos mais baratos porque vende em loja de 1,99 e até nos grandes magazines. Tenho cliente que gosta e não abre mão dele, diz que tá ótimo, mas reclama da marca na camisa e das roupas caídas no chão. Por que será hein? Enfim, ele tem poucos recursos para firmar as roupas e ocupa um espacinho considerável no seu armário. Vai por mim, hein?

 

cabides

plástico 1

OBS: Como tem muita variedade de fabricantes e cores, procure sempre cores básicas que não são descontinuados. Aliás, compre uma boa quantidade de uma vez para ter em estoque e não “avacalhar” sua organização, comprando aos poucos de cores e fabricantes diferentes ficando seu armário, pior do que estava antes.

Os infantis, de todos os formatos e modelos

Aqueles acolchoadinhos que vendem nas feiras de gestantes, “pelamordedeus” não comprem!!! Ele, além de ocuparem muito espaço, acumula muita poeira e a durabilidade é pouca, já que as roupinhas do seu filho só irão caber nele, no máaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaximo até os dois anos, e olhe lá! Um desperdício! Aqueles de plástico e acrílico, existem dois tamanhos, atenção! Existe o cabide de bebê e o cabide de criança. Atualmente existem os flocados ou de veludo também para as crianças. Opte sempre pelo cabide criança, que é um pouco maior e vai acompanhar o armário do seu filhote pelo menos até os seis ou oito anos, dependendo do tamanho das roupas que vestirem. Normalmente eles existem nas cores rosa bebê, azul bebê, branco e de acrílico.

criança 4 criança 3 criança 2

OBS: Surpresaaaaaaaaaaaaaaa! Pra vc que é magrinha, veste 34, 36 e até 38 ele é perfeito para pendurar as suas calças! Perfeito! Elas não ficam “sambando” no cabide e vc obviamente irá usar uma calça por cabide que, guardadas em degradê, vai ficar perfeito e facinho de escolher aquela que vc deseja usar no dia!

Pois é minha gente! Poderia ficar aqui palestrando sobre cabides uma década. Tem muitos outros modelos legais mundo afora. Cabides para funções específicas, como echarpes, lenços, gravatas, etc, mas me prendi aos principais e mais usados,  e se vc curtir esse post e quiser mais, e obviamente minha querida Ana permitir, juro que falo mais uma eternidade. Tem cabide pra dar e vender nesse mundo de Deus, encontre o que se adequa à vc, ok?

Beijo beijo

Menina do AO


Em 28.07.2016 - Por Ana Medeiros

Apartamento ampliado para um homem moderno

Estamos numa vibe de comida e meninos aqui no blog essa semana né? Hahaha. Hoje quero mostrar pra vocês mais um projeto inspirador de casas reais, possíveis e bem projetadas.

O projeto é das arquitetas Bianca Decker e Nanda Bagatin, e o ap fica em Curitiba. O foco principal foi ampliar os ambientes  (tem sido mesmo a prioridade de todos os últimos projetos que temos apresentado aqui no blog, perceberam?) “Deve-se focar na funcionalidade e não desperdício de espaços, considerando sempre a circulação, que deve ser muito bem pensada. É um desafio maior do que projetos de espaços maiores, pois o layout é mais complexo, mas tudo tem que se encaixar. Organização é a palavra-chave”, falaram as moças. “Existem truques para garantir a sensação de amplitude em pequenos espaços, como utilizar grandes espelhos; cores claras em móveis e paredes; janelas grandes; móveis inteligentes e bem planejados; e uma iluminação bem distribuída”, revelam as arquitetas.

Só lembrando que se você quiser também publicar coisas bacanas aqui no ACQMVQ, seja você profissional da área ou somente um amante da decoração, é só mandar email pra gente, [email protected]

Bianca_Decker_Maria_Fernanda_Bagatin

O apartamento tem 76,50m², com sete ambientes. A residência teve como base a integração de espaços e a ideia principal foi contar com uma ampla área social para receber visitantes confortavelmente.

Um quarto foi eliminado para dar vez a uma sala maior, a sacada foi fechada e integrada à sala, uma meia parede foi aberta para integrar a cozinha à sala e a porta da cozinha foi retirada para criar um hall de entrada. Além disso, foi feito todo o desenho do gesso, projeto luminotécnico, desenho de toda a marcenaria assinado por Bianca e Nanda, bem como a escolha dos demais móveis, assim como os objetos, quadros e plantas.

O apartamento é sóbrio e atemporal, criado para um homem, características evidenciadas nas cores e materiais utilizados. Tons neutros, como o bege, predominam e possibilitam o uso de outras cores para a composição de cada ambiente – na sala azul e marrom; no escritório um tom terroso, quase vermelho; e no quarto marrom. Destaque também para as obras de arte, com tela de Mazé Mendes na sala e fotos do Nilo Biazzetto Neto na circulação.

Bianca_Decker_Maria_Fernanda_Bagatin Bianca_Decker_Maria_Fernanda_Bagatin Bianca_Decker_Maria_Fernanda_Bagatin Bianca_Decker_Maria_Fernanda_Bagatin Bianca_Decker_Maria_Fernanda_Bagatin Bianca_Decker_Maria_Fernanda_Bagatin Bianca_Decker_Maria_Fernanda_Bagatin

Bem bonitão né?

Bianca Decker & Nanda Bagatin Arquitetura e Interiores

Fanpage

Rua Capitão Souza Franco, 848 | Sala 112 | Bigorrilho

Curitiba, PR

(41) 3336-0657

Fotos: Eduardo Macarios.


Em 14.07.2016 - Por Verônica Cavalcanti

Decoração com afeto

Lá se foram quatro postagens só falando da minha casa, de como ela era, de como a transformei com muito amor, carinho e pouco dinheiro no bolso. Mas deixei esse último post sobre a minha casa (será?) para falar de como podemos decorar e transformar nossa casa com afeto. Tudo bem que tudo o que foi feito até então teve afeto, mas digo, afeto materializado, sacou? Deixa eu explicar.

Se não sou a mais, sou uma das mais desapegadas pessoas da face da Terra. Não me apego à marcas, aos objetos, confesso que até mesmo de algumas pessoas que atualmente me fazem mal, eu me desapeguei, ainda que eu seja muito grata a tudo o que elas me proporcionaram no passado. Mas algumas coisas que trazem um gosto delicioso da minha infância. Objetos que fizeram parte dela ou de pessoas da minha família que me trazem boa recordação, eu resolvi eternizar e decorar minha casa com eles. O afeto está em tudo aqui, nas paredes, nas almofadas, na cama, em tudo, tudo, tudo.

afeto - Veronica Cavalcanti - A casa que a minha vo queria (22) afeto - Veronica Cavalcanti - A casa que a minha vo queria (21) afeto - Veronica Cavalcanti - A casa que a minha vo queria (20) afeto - Veronica Cavalcanti - A casa que a minha vo queria (13)

Começando pelas paredes que ganharam vida com muitas coisinhas lindas! A minha camisa com meu nome que ganhei do meu pai quando tinha cinco anos. Os sapatinhos do primeiro natal dos meus filhos. Os LPs com dedicatória de um grande amigo da juventude. O LP original de Lamartine Babo que fora da minha tia Alice. Um bilhetinho com pedido de perdão do meu Dani, com sete anos, depois de uma malcriação daquelas. Sem contar as inúmeras fotos significativas no meu hall da fama particular. Tudo foi pra parede e adoro ler e ver essas coisas, me dá a certeza de que esse espaço me pertence de fato!

afeto - Veronica Cavalcanti - A casa que a minha vo queria (7)

No sofá, na cama e na parede do meu quarto, o trabalho lindo da Mais Que Rabisco trouxe afeto no grau máximo! Uma dedicatória linda que minha mãe fez quando me deu um livro de oração em 1998, virou almofada para minha sala. Hoje ela tem demência senil e não escreve mais essas coisas lindas, portanto eternizar essa dedicatória foi um presente pra mim.

afeto - Veronica Cavalcanti - A casa que a minha vo queria (2)

No meu quarto almofada com os pezinhos das crianças retirados do documento da maternidade vale mais do que qualquer tattoo pra mim. Adoro ver como eram esses pezinhos quando saíram da minha barriga e como são hoje em dia, maiores do que os meus. Bate uma saudade!

afeto - Veronica Cavalcanti - A casa que a minha vo queria (23) afeto - Veronica Cavalcanti - A casa que a minha vo queria (1) afeto - Veronica Cavalcanti - A casa que a minha vo queria (3)

 

O bastidor com apenas uma das infinitas declarações de amor da minha filhota decora a parede acima da minha cama, do ladinho do pedido de perdão do meu menino. Essa casa é só afeto minha gente e perdão também, aff!

afeto - Veronica Cavalcanti - A casa que a minha vo queria (12) afeto - Veronica Cavalcanti - A casa que a minha vo queria (10) afeto - Veronica Cavalcanti - A casa que a minha vo queria (11)

A primeira chupeta da minha Alice também virou objeto de decoração. Sim, sou doida! FATO! Descobri que aqui na minha rua tem uma galvanaria. Trocando em miúdos, essas empresas que dão banho de prata, cobre etc. Resolvi mandar dar um banho de cobre nela e hoje esse “afetivo objeto de decoração” mora na mesa de cabeceira da minha filhota. E ela adora contar essa história para as amigas que aparecem por aqui.

afeto - Veronica Cavalcanti - A casa que a minha vo queria (5) afeto - Veronica Cavalcanti - A casa que a minha vo queria (6)

No corredor eu tenho meu baú precioso. Ele é abaloado e portanto não serviria como mesa de centro ou móvel de apoio. A história dele? Foi a mala de viagem do meu avô paterno, quando veio da Europa para o Brasil no início do século passado.  Era todo revestido com pelos de algum bicho e estava jogado no sótão da casa da minha avó, que por acaso, é minha casa hoje! Meu pai resgatou ele no meio das obras e me deu. Adivinha? Mandei recuperá-lo todo. Arrancar o pelo, deixá-lo na madeira e encerá-lo. Ele é de carvalho, madeira boa e atualmente não é só um objeto decorativo, ele guarda a roupa de cama extra, um cobertor e um edredom que tem sido muito usado nesses tempos frios aqui no RJ.

afeto - Veronica Cavalcanti - A casa que a minha vo queria (8)

Na sala eu tenho a minha Minnie. Aquela da cara torta da década de setenta. Lembra? Pois é, quando eu era pequena, minha tia querida fez uma viagem para os EUA e trouxe uma mala cheia de brinquedos para mim e para meu irmão. A Minnie estava lá. Resistiu ao tempo. O Pateta, o Pluto, o Donald, foram doados ao longo do tempo, mas eu consegui manter e guardar comigo por 40 anos essa Minnie. Hoje ela mora na minha sala, numa caixinha de acrílico feita  sob medida pela minha fornecedora master Joana Angert. Tudo que eu penso em acrílico ela vai lá e, pronto, realiza!

afeto - Veronica Cavalcanti - A casa que a minha vo queria (4) afeto - Veronica Cavalcanti - A casa que a minha vo queria (15)

Por último, as louças das minhas avós. Muitas, digo, quaaaaaaaaaaaaaaaaaaase todas moram aqui no meu louceiro ou no louceiro da casa do meu pai. Mas o bule, ahhhh o bule da minha avó materna, esse mora na minha mesa de cabeceira com flores, sempre! E um pratinho da coleção “Amar É” da minha avó paterna, mora em cima da minha cômoda. Quando eu chego do trabalho, primeira coisa que faço é tirar minhas bijus e ele serve pra isso, para recebê-las e não deixa-las por aí. O pratinho da vovó é o lugar sagrado do repouso das minhas bijus mais significativas. Aquelas que uso todos os dias. Casa de gente organizada é assim, tem lugar pra tudo!

Assim é minha casinha. Cheio de cor, amor e objetos afetivos materializados. Próximo post vamos falar de organização como aliada da decoração???

Aguardem!

Verônica Cavalcanti


Em 12.07.2016 - Por Ana Medeiros

Cuidando da saúde dos pequenos dentro de casa

Vou te contar uma coisa e não é sobre ser uma mãe perfeita, é justamente sobre não ser uma mãe que cria os pioios numa redoma: Meus filhos raramente ficam doentes, raramente mesmo! O motivo? Eu crio esses meninos como índios, haha.

Por aqui não tem essa de “não tomar banho de chuva, menino”, “saia do sereno”, “não ande descalço aí fora”, “solta essa areiaaaa”, “não beba água gelada” e por aí vai…Essas minhas praguinhas são tão livres que vivem assim, como dois meninos da roça, ou sei lá, do miolinho da Amazônia. Bê tem pego resfriados depois que entrou na escolinha, mas acho que ainda é bem comum nessa idade e dentro de ambientes cheios de crianças (Quem puder viver colado na cria evitando serumaninhos tão novos frequentando escolas, faz bem).

Sinceramente não tem segredo, mas sempre achei que excessos de cuidados nunca são positivos. Obviamente que a alimentação ajuda bastante, eles comem comida de panela muito bem e sempre tenho o cuidado de lavar as mãos antes das refeições. Como também adoram tomar remédio (pasmem), não tenho problema em oferecer vez ou outra uma vitamina C  e remédios de verme, rs.

Crianças precisam ser crianças, precisam ser livres, ativos e danados! E nós precisamos ser pais cuidadosos, sem neuras.

E quais os cuidados que podemos ter dentro de casa para evitar doenças? Fiz uma listinha marota, que talvez muitos pais já estejam familiarizados, mas não custa nada né? Até porque mês de férias a pirralhada tá toda em casa:

-Elimine a poeira diariamente dos móveis e eletrodomésticos. Já passou a mão na parte de cima da sua geladeira hoje? Tá limpinha? Hum…

-Abra portas e janelas, pelo amor de Deus! Tá frio? Ótimo, nada que um casaco e cobertas não resolvam, mas manter a família em ambientes onde o ar não circula e se renova é a maior furada do planeta terra.

-Luz natural é extremamente importante, tanto quanto a água limpinha e saudável que temos que beber. Fonte de vitamina D e responsável por bochechas coradas, as crianças precisam de luz!

-Elimine também ruídos constantes da sua casa. Pode parecer uma besteira, mas o eletrodoméstico que não está funcionado direito e constantemente faz barulho, pode ser o motivo da falta de cabeça de alguém aí, heim?

Aqui outras dicas ótimas pra você já começar a se organizar nos próximos dias:

limpeza da casa

E claro, além de toooodos esses cuidados com a casa, alimentação e com a infância, é preciso cuidarmos também das atividades físicas (Vini agora está no futsal, Bê nas peraltices da vida mesmo) e também fazermos um check up médico semestral em todo mundo =D

Imagem 


Em 20.06.2016 - Por Ana Medeiros

Uma sapateira versátil e que ocupa pouco espaço

Está querendo acabar com a baguncinha de sapatos por todos os cantos? É claro que sim, né? Gente, sapatos são seres que tem vida própria e se multiplicam por todos os lados da casa, como se vivessem em colônia de centopeias.

“Mas Ana, eu não tenho um espaço pra colocar uma sapateira pra acomodar tudo”. Não se preocupa porque a Carraro tem um móvel ideal, que traz uma solução prática, linda e super versátil, principalmente para quem não tem muito espaço em casa, olha a lindeza:

sapateira carraro (1)

Sapateira 899 é um móvel funcional (e lindo), que pode ser acoplado em qualquer espaço e ambiente. Para quem acha que espaço é um problema, esse modelo é uma ótima opção, pois é só fixá-la na lateral do roupeiro (ou no cantinho da parede atrás da porta), facilitando a organização no dia a dia.

sapateira carraro (2)

Sua estrutura é de MDP com um excelente acabamento, possui 4 prateleiras com tubos para auxiliar na proteção dos produtos guardados. Sim, você leu produtos, apesar de ser uma sapateira, você pode usá-la de diversas formas. Além de acomodar muito bem sapatos, pode ser usada lindamente pra guardar cosméticos e maquiagens no seu cantinho da beleza, perfumes, esmaltes, livros e brinquedos, materiais de artesanato, coleção de canecas, e dá até pra fazer uma mini despensa… Vai do gosto e da necessidade de cada um!

Gravei um vídeo onde mostro algumas opções pra vocês, clica aí, meu povo!!!

Gostou? Aproveite para ver outros móveis fabricados pela CARRARO pra compor a decoração perfeita da sua casa.


Em 20.06.2016 - Por Verônica Cavalcanti

Da importância de se adaptar o quarto dos pequenos às diversas fases da vida deles – Parte 2

Promessa é divida, e cá estou eu! Hoje trago o a segunda parte do post da semana passada, onde falei das mudanças que ocorreram durante os anos seguintes da reforma do meu apartamento. Como já tinha dito pra vocês, aconteceram muitas coisas apos aquelas fotos lindas, muitos problemas e (téquefim) soluções! Pra quem perdeu ou não sabe do que estou falando, nesses posts ( Parte 1 e Parte 2 ) mostrei toda decoração da minha casa com fotos lindíssimas. Mas voltando o assunto, hoje trago o quarto da minha menina com muita adaptações (e algumas lamentações)… rs rs  Vamos continuar?

Fone

O quarto dela eu fiz uma maquiagem sabe? Não dava pra mandar laquear os móveis todos de novo. Mas confesso, me arrependi de entrar na dela e permitir que ela, então com seis anos decidisse as cores dos móveis. Deu no que deu. Dois anos depois enjoou. Na época das fotos ela ainda não tinha cama. Aí veio uma herdada da filha da minha prima. Hoje, já com 24 anos.

Cabeceira-6

Roupa-Cama1

Essa cama também foi laqueada com outro tom de rosa a pedido dela. A cor? Rosa Ballet, posso? O jeito foi encher a cama com almofadas de cores e formatos variados em cima da colcha que minha avó fez pra mim quando eu tinha seis anos. Algumas, meu amigo artesão fez. Outras, comprei nessas lojas de construção que vendem de um tudo, e outra veio adivinha de onde? Lógico que da Casa da Vó. Morri de amor por ela, essa almofada de nuvem.

Fita-Abajur 3

Outros recursos que eu usei foram: comprei uma prateleira verde água na Tok Stok e criei um ateliê no quarto dela. Numa loja de cortinas aqui em frente eu comprei um varão. Meu pai cortou num tamanho apropriado e fiz um fiteiro, que ela pirou. Mas vou te falar hein? Ô coisa cara. Só aí tem quase 200 reais em fita. Já avisei a ela que vai ter que durar o ano todo esse estoque!!

Quadro

Além disso, investi pesado naquelas moldurinhas prontas também da Tok Stok e enchi o ateliê de desenhos dela, desde os dois aninhos até os tempos atuais. Ela desenha muuuuuuito bem e os quadros com molduras de cores prontas deram o tom nesse espaço.

mesa

Meu último investimento na Tok Stok foi um porta talher para guardar os mil tipos de lápis e canetas que ela tem, e que meus clientes, que conhecem ela  e apoiam seu dom, vão trazendo de viagem. Ela é muuuito mimada por eles. Rs  Aliás, todo mundo manda coisas de artesanato pra ela. Uma coisa de doido! Olha, deixei um dinheiro nessa loja viu? Não piso lá tão cedo. Ah, e mudei a cadeira, porque a outra apesar da história e do glamour, era baixa para ela. Tive que trocar por outra mais moderna e com dosador de altura.

Organizadora

A estante branca velha continuou abrigando os livros, bonecas e jogos, mas uma organização personalizada por ela, já não dá mais pra dar pitaco nisso. Eles não me permitem. Mas eu comprei no Alli Express um kit com etiquetas pretas vinílicas e ela legendou o quarto todo. Gastou tudo num dia e etiquetou tudo. Bom demais isso né? Quase matei ela.

bonecas-frente

O porta livros de parede, aproxima os livros dela e ainda abriga as bonecas que os amigos que viajam pelo mundo, trazem de presente. Uma mini coleção, sabe?

Tapete-6

O tapete de pompom e as luzes de crochê são do Atelie Crochetat, uma amiga linda que faz coisas mais lindas ainda.

Boneca-B

Os caixotes rosas de madeira, lembram? Hoje viraram berço para as bonecas. Ela ainda gosta de brincar com elas, graças a Deus! O outro, abriga os bichos de pelúcia que sobraram.

Sapateira-1

A sapateira agora abriga sapatos de fato pois o armário se tornou pequeno pra ela e as bonecas que habitavam esse espaço, foram doadas.

Costura

A penteadeira, voltou repaginada. Sem o espelho pois na verdade ela não é muito vaidosa. Digo que ela é vaidosa na medida. Curte pulseiras, bijus, mas não maquiagem, então a penteadeira meio que ficou perdida. Tirei o espelho e como ela ganhou uma máquina de costura profissional da minha prima. Esse virou o canto da costura.

Livro-e-linha

Fotos: Fabiana Salgado

Numa loja de construção, comprei esse apoio para quadros e coloquei as linhas que comprei pra ela. A caixa customizada ela mesma fez numa oficina de costura aqui no RJ. E um livro que eu também comprei e que é a caaaaaaaaaaaaaaaaaara dela, dá o tom nesse espaço.

UFA! Acho que dá pra vcs tirarem boas ideias né? Mais ainda, dá pra entender que, tirando a Tok Stok e o dinheiro pesado que deixei lá, dá sim pra repaginar o quarto dos filhotes e ir fazendo o espaço ficar adequado às novas fases deles, com muita organização e pouco dinheiro sempre! Pensem nisso!

Beijos e beijos

Verônica Cavalcanti

Menina do AO


Em 13.06.2016 - Por Verônica Cavalcanti

Da importância de se adaptar o quarto dos pequenos às diversas fases da vida deles – Parte 1

Gente, começar no blog alheio já “causando” é uma senhora responsabilidade, né não? Aff, vamos pra mais um então? Tô com medo viu? rs

Vcs já fizeram aqui um tour pela minha casinha (aqui parte 1 e parte 2). Na época, decoração de 2012, quando a casa tinha acabado de ser construída e as crianças tinham  sete anos recém completos. Na verdade, não dá pra ficar com aquele quartinho de bebê com faixa de ursinho, pipa, carrinho, bonequinha toda uma vida no quarto da criança né? Penso que o ideal seja trocar o quarto a cada três anos ao menos. Por isso uma boa marcenaria pode acompanhar a criança toda uma vida e só então, mexemos nos detalhes.

Acredite se quiser, mas logo depois dessas fotos lindas, da primeira postagem, a casa teve problemas estruturais graves por conta de uma construção irresponsável de um prédio na nossa frente. Essa construção colocou em risco a estrutura da casa. Ela foi interditada pela Defesa Civil, acreditem e tivemos que sair daqui às pressas. Tinha exatamente uma semana que eu havia me mudando pra cá. Bem, a história é longa e não cabe aqui. Obviamente que tive que acionar a justiça, processo esse que corre até hoje. Enfim, ficamos dois anos e meio fora da casinha. Quando voltamos, as crianças já estavam com nove anos. Uma outra fase. Uma transição muito grande. Ela já não gostava mais do rosa e queria um quarto verde água e roxo. Posso com isso? Gastei uma fortuuuuuuuuuuuuuna em laca rosa nos móveis para ter que ouvir isso dois anos depois! É mole?

Já ele, pediu para tirar algumas coisas do quarto porque achava criancinha demais, e isso incluía o carro do corpo de bombeiros que pertenceu ao meu irmão na infância. Foi duro viu? Uma deprê ver os filhos crescerem, aff Jesuuuuuuuuuuuuus! Enfim, final do ano passado eu resolvi então fazer uma mini reforma que incluía apenas pintar algumas paredes, trocar os móveis de lugar e doar muita coisa. Aliás, faço isso com muita frequência aqui. Melhor, hoje em dia, eles mesmos fazem e separam o que não os interessa mais. Então, eu resolvi trocar a cama de lugar. A mesma cama. Não aguentava mais ver ele com o pé na parede branca e a parede ficando imunnnnnnnnnnnnnnda. Sabem que eu tenho TOC, né? E não adiantava falar. O pé estava sempre lá! Levei a cama para debaixo da janela, onde ficava aquela bancada forrada com papel adesivado azul, lembram? Parede mais curta = menos sujeira. Então, a cama foi pra lá e no lugar onde ficava a cama, migrou a bancada de estudos.

A parede foi pintada de cinza, bem como a bancada que ficou mimetizada (palavra chique hein gente? Aprendi no Decora), ou seja da mesma cor da parede. Uma coisa só. Comprei a cadeira vermelha fofa na Tok Stok, mas ele diz que não é muito confortável e os baldinhos coloridos foram trocados por cestinhos verdes. A estante azul continua e com a mesma função. Os brinquedos? Muitos doados, mas os jogos foram para a estante a fim de estimular que se brinque de algo além do que um tablet. Na mesma estante, alguns organizadores nas cores azul, vermelho e verde acabaram por literalmente dar o tom na decoração do quarto, além de cumprir bem a função proposta.

1770 toda frente

O cabideiro com os ganchos coloridos é da Meu Móvel de Madeira e  organizam os bonés.  As prateleiras em cima da mesa de estudo eu comprei numa loja virtual que amo de paixão chamada Tadah e acomodam os livros mais importantes e os Legos, a paixão atual dele. Pensando bem, essas prateleiras acomodam de tudo um pouco. Todas as paixões atuais dele. Um parênteses: quando o quarto ficou pronto, num domingo em dezembro do ano passado, eu ia trabalhar naquele dia. Acordei às 8h da matina e comecei a limpar o quarto todo e a montá-lo pois estava tudo “socado” na sala para que o pintor tivesse espaço pra trabalhar no quarto do menino. Quando eu terminei de montar. Tudo lindo, decorado ele acordou. Olhou pro quarto. Olhou pra mim e falou assim: “Ok, bonito, mas tá tudo errado. Deixa que eu decoro.” Ou seja, num mando mais nada aqui não!

Close-estante Ganchos-3

De apoio à mesa de estudo tem um gaveteiro verde muito útil para o material escolar que fica em casa. Gaveteiro este que veio herdado de uma cliente, e o motorista dela ainda entregou aqui em casa. Chique né gente? Embaixo da TV peguei uma mesinha que estava “vagando” pela casa sem função, veio do sítio dos meus avós quando eu era criança e já serviu pra tanta coisa, coitada dela. Ficou a estação de jogos dele, onde hj mora o Play Station herdado do primo, porque euzinha comprar isso, JAMAIS! Esse tipo de brinquedo é pai quem dá. Como aqui em casa não rola muito essa presença, eu tiro vantagem disso. Rs

Estante

Na parede próxima à estação dos jogos eletrônicos, fica a estação dos esportes. Skate pendurado na parede, confesso que á mais decorativo do que usado de fato. E a tabela de basquete, herdada de um trabalho de organização que fiz, esse sim, beeeem utilizado. Ele ama esse esporte!

Esporte

Fotos: Fabiana Salgado

O quarto dele tá encerrado pelos próximos quatro anos pelo menos! hahaha

No próximo post conto sobre o quarto da minha menina. Tem muita história e arrependimento cor de rosa envolvido. :(

Beijos e beijos

Verônica Cavalcanti

Menina do AO


Em 09.06.2016 - Por Ana Medeiros

Um planner pra chamar de seu e com a sua cara!

Quem vos escreve é uma pessoa altamente esquecida. Não é só com plantas que morrem por falta de cuidados, é também com compromissos do dia a dia que passam desapercebidos, com senhas que caem na vala de alguma parte da minha mente, com horários de remédios, e por ai vai…

Tenho usado muito e há um bom tempo o ColorNote, um aplicativo para celular onde é possível fazer listas e criar anotações, mas apesar de toda essa facilidade tecnológica, confesso que nada substitui uma agenda, um papelzinho anotado, o uso da caneta, haha.

Como sou uma pessoa esquecida, porém “sortuda”, ganhei um planner ma-ra-vi-lho-so da A. Craft, loja online especializada em  kits para você criar seus trabalhos artesanais, além de produtos de papelaria importados e outros feitos à mão, como essa minha mais nova belezinha da organização:

IMG_8537

Calma que vou mostrar detalhes, mas antes que você pense que só porque estamos no meio do ano não faz mais sentido ter um planner, te digo: Comecei a usar o meu agora no mês de Maio e tem me ajudado MUITO com a minha vida louca de mãe, empreendedora, blogueira, dona de casa.  Os blocos são organizados por trimestres, então a ideia inicial que você só encontrará uma agenda no comecinho do ano, já era!

IMG_8423

IMG_8518 IMG_8533 IMG_8512

O que gostei é que temos os espaços para anotações importantes do mês, depois uma página de calendário menor, onde anoto a principal atividade do dia, e logo mais outras páginas onde é possível fazer várias anotações diárias. Nas páginas também encontro um campo para as “metas da semana” e um outro espaço para anota o que aconteceu de bom . No rodapé um espaço para gratidão e conquistas do mês <3

IMG_8513 IMG_8517 IMG_8535

Outro caderninho foi o do “Faça acontecer”, nele você pode anotar algumas metas e desafios a serem cumpridos, desde conhecer lugares, até os próximos episódios das suas séries favoritas.

IMG_8531

IMG_8530 IMG_8529 IMG_8528 IMG_8527 IMG_8526
No meu kit ainda veio um envelope plástico para guardar documentos, uma pastinha em papel craft  para guardar canetas, uma régua lindinha e uma capa de couro sintético onde você prende os bloquinhos nele. Ah, e um pingente de chavezinha que achei a minha cara.
IMG_8540
IMG_8536
O planner de fato tem servido para me organizar no dia a dia, apesar de eu ser tão esquecida, que as vezes esqueço de olhá-lo, kkkk #senhormeajude.
E ó…não tô ganhando nada postando isso aqui, mas de fato o atendimento foi tão bacana, a entrega tão rápida e tudo é tão lindo e cheio de detalhes, que vale a indicação =)
Pra saber mais detalhes sobre ele, é só acessar esse link. E aqui você encontra todas as opções disponíveis para montar o seu de acordo com suas necessidades. 

Em 19.05.2016 - Por Ana Medeiros

Os móveis do QG #ACQMVQ

Depois de ter alugado a salinha pra fazer o meu escritório, entrei em contato com alguns parceiros antigos do blog pra deixar ela pronta pra trabalhar. A minha maior surpresa de todas foi a Politorno Móveis ter topado mobiliar tudinho, enviando TODOS os móveis que pedi. Daí quando achei que só chegariam por aqui por volta da segunda quinzena de Maio, chegaram ainda em Abril.

É ou não é pra ser grata demais por tanto apoio?!

Politorno   (11)

No total foram 8 móveis: Dois kits escritório Espanha, uma estante, dois gaveteiros Maia, uma estante Sidney e dois armários aéreos, que serão super bem aproveitados daqui pra frente, e nos ajudarão um bocado com a organização e execução do nosso trabalho com o blog e com a futura loja. São tantos “compartimentos”, gavetinhas e afins, que separamos até uma pra maquiagem, outra para os equipamentos de gravar vídeos, mais uma para os lanchinhos da tarde, e por ai vai…haha.

A montagem foi tranquila, ainda que trabalhosa, já que foram muitos móveis. A Politorno possui no canal no Youtube  e também no próprio site da marca você vai encontrar vídeos de montagem do Polimont 2.0, que ensinam o passo a passo da montagem de cada um dos móveis fabricados por eles, sem contar o manual detalhado que vem acompanhado de cada peça, deixando nós, consumidores, totalmente autônomos, além da economia de dim-dim que podemos fazer com montadores.

Por exemplo: O gaveteiro Maia (que escolhi para o meu escritório) tem o manual de montagem, a playlist de vídeos (ensinando o que fazer com cada acessório do produto e até a desembalar) e os vídeos de montagem do polimont 2.0 (Disponível para alguns produtos, em breve para todos).

 

Politorno   (12)

Politorno   (14)

Aqui as duas “estações de trabalho” montadas =)

Ainda não coloquei os móveis em seus lugares definitivos, exceto as mesas que ficarão aí mesmo, nessa paredinha, que é pra otimizar o espaço. As cadeiras são provisórias, já que estas são da minha cozinha, hahaha.

Politorno   (2)

Politorno   (6)

Optei por mesas com portinhas de vidro, acho charmoso. Os puxadores são bem resistentes, mas estou pensando em inventar uns novos na fase de customização! Sim, sim, vai rolar umas transformações e ideias pra deixar essas belezinhas ainda mais a nossa cara. Lembram da mesinha do quarto?

Politorno   (9)

A estante com pegada retrô é a minha paixão. Vou usá-la pra guardar livros, revistas, catálogos…

Politorno   (8) Politorno   (4)

Politorno   (22)

Escolhi os gaveteiros na cor turquesa que é a minha preferida, mas a Politorno fabrica ele em outras cores. Dia desses vi um post das meninas do Apezinho mostrando o quanto ele pode ser multifuncional, e tenho certeza que serão muito úteis por aqui também (Estou pensando em fazer um cantinho do café em um deles. Ah, eles ainda são de rodinhas, então a facilidade de desloca-los é ótima.

Politorno   (18) Politorno   (27)

Politorno   (15) Politorno   (25)

A estante vai funcionar pra separar os pedidos da futura lojinha =)

Politorno   (19)
E os armários de parede serão úteis pra guardarmos materiais de embalagem: fitas, tesouras, plásticos, etc.

Politorno   (26)

Você ainda pode pedir mais informações dos móveis e tirar qualquer dúvida sobre montagem através do email [email protected] ou pelo whatsapp (54) 9156-1600.

Fique de olho na Fã-page deles no facebook que tem várias dicas de decoração e os móveis da Politorno são encontrados em lojas do Brasil inteiro.

Viu como as coisas estão evoluindo pelas bandas de cá?! É muito bom MESMO poder contar com a ajuda de pessoas que acreditam na gente, e no #ACQMVQ. Feliz, feliz <3

 


Em 12.05.2016 - Por Verônica Cavalcanti

deCORAÇÃO com história: A casa da Verônica – Parte 1

Então, esse amor louco pelo ACQMVQ começou alguns bons anos atrás. Na época que as crianças dormiam cedo e eu conseguia pesquisar por longas horas varando a madrugada muitas vezes. Foi amor à primeira vista!

Para, para, para tudo! Deixa eu me apresentar. Sou Verônica, dona do Ateliê Ordenar. Pra quem não conhece, uma empresa de organização que já existe há 12 anos no Rio de Janeiro em em São Paulo, mas de profissão na verdade, lá se vão 20 anos. Uma das primeiras pessoas a trabalhar com isso no RJ e também no Brasil. Mas na verdade, minha formação é publicitária. Bem, essas sãos as minhas principais vocações, a organização e a escrita. Mas existem outras Verônicas que moram dentro de mim, uma delas, ama decoração também. Foi aíiii que cheguei na casa da avó. Procurando referências para a tão sonhada casa que insistia em não sair do papel. Foi uma luta viu? Ralação muita, dinheiro pouco porque ainda tinham os gêmeos para sustentar sozinha. Sim, isso é um papo para outra hora. Então já sabe né? Da cueca à creche quem pagava era euzinha com o fruto do meu trabalho, minha paixão mor, a organização!

Quando a casa saiu do papel eu tinha um mooooooonte de coisas guardadas por casas de tias, amigos e meus pais. Uma loucura juntar tudo isso de forma harmônica num espaço novinho em folha! Ao longo dos sete anos em que morei em 25 metros quadrados com os gêmeos -  digo que eu poderia morar até em submarino com os dois depois dessa experiência -  fui agregando coisas e sonhando alto com a decoração da minha casa. Mas não tinha grana pra tudo não gente! Foi complicado! O jeito? Foi aproveitar todos os móveis possíveis e inimagináveis. As sobras da família, dos falecidos (sério), das heranças maravilhosas que meus avós, e alguns parentes deixaram pra família ou abriram mão e eu fui lá e catei sem nenhum orgulho. No proud!!!!!

E pra mostrar que “minha casa é de ferreiro e o espeto também”, tudo foi milimetricamente pensado para caber em cada espaço. Tudo foi sonhado, imaginado, vivido antes na cabeça pra depois se tornar realidade. Cada coisinha que eu comprava eu já imaginava o quão lindo ia ficar na parede, no móvel, no espaço.

E assim, o primeiro espaço a ficar pronto foi meu quarto. Cama velha, já vinha “rodada” de outros apartamentos que morei. Mesinhas herdadas das avós paterna e materna. Bules também. Colcha que minha avó fez quando eu era menina ainda.

Veronica Cavalcanti - a casa que a minha vo queria (13)

A cabeceira da cama é fake, meu pai achou na rua e trouxe pra casa na certeza de que ia adorar. Acertou! Abajur com cúpula customizada por um amigo artesão. Tijolinhos originais da casa de 1908 – muitos suspiros pra isso hein? De novo mesmo? Só os quadrinhos com as fotos dos meus pequenos que baixei do Instagram, ampliei e enquadrei.

Veronica Cavalcanti - a casa que a minha vo queria (1)

Veronica Cavalcanti - a casa que a minha vo queria (9)

Dentro do quarto, eu criei um espaço de trabalho e um micro closet. Complicado isso viu? Projetos futuros de ter a sede oficial do AO (Atelie Ordenar) fora do meu quarto. Porque cada dia que passa fica mais complicado trabalhar aqui minha gente! Dar aulas e consultoria pelo Skype vai ficando cada vez mais difícil, só quando as crianças não estão em casa. Então, esse espaço foi composto de uma porta encontrada na rua. Meu pai também catou pra mim. Ele é o rei do lixo e eu como filha dele…

Veronica Cavalcanti - a casa que a minha vo queria (20)

Essa mesa/ porta abriga minha estação de trabalho. Note e impressora, luminária (agora já tem), canecas, muitas e com canetas, e eu sou a louca das canecas, vcs vão ver mais adiante. As paredes sempre com muitos quadros, adoooooooooooooro! Pranchetas que uma amiga artesã fez e que ajudam a organizar a rotina. Cadeira herdada de uma empresa que organizei o arquivo me mandaram jogar no lixo e um frigobar vintage, meu maior investimento. Ficou pronto meu cantinho!

Veronica Cavalcanti - a casa que a minha vo queria (31) Veronica Cavalcanti - a casa que a minha vo queria (7)

Ah, o quadro de recados feito de rolhas, eu mesma fiz, num tempo muito distante onde sobrava tempo e ideias e minha vida ainda não tinha virado de cabeça pra baixo com o nascimento dos gêmeos.

Veronica Cavalcanti - a casa que a minha vo queria (25)

O meu banheiro? Meu sonho de consumo, um banheiro enorme, um box gigaaaante e cor nos detalhes. O espelho amarelo era um quadro que ficava na parede da casa da minha avó. Retirei a gravura e aproveitei a moldura mandando colocar um espelho. Quadrinhos de pin ups herdado de alguma cliente.

Veronica Cavalcanti - a casa que a minha vo queria (30)

O móvel com as toalhas, veio do quarto da minha tia que faleceu precocemente. Abrigava os livros dela. Os colares, ficam num cinteiro expostos, facinho de escolher qual usar.

Veronica Cavalcanti - a casa que a minha vo queria (28)

Então esse móvel foi repaginado de amarelo, minha cor preferida, e abriga todo o enxoval de banho. Todo! Sim, aqui menos é mais! Nem precisamos de tantas toalhas assim, né?

Veronica Cavalcanti - a casa que a minha vo queria (5)

Chegamos ao quarto da minha menina Alice. Esse foi o espaço mais lindo que eu já pude idealizar. E detalhe, sem gastar um tostão. Só a luminária foi comprada novinha em folha. O armário foi herdado também da minha tia, bem como a penteadeira.

Veronica Cavalcanti - a casa que a minha vo queria (

O investimento maior foi em laca, ou seja, dar cor aos móveis. Cores essas escolhidas pela dona do espaço. A sapateira atrás da porta me ajudou a organizar as muitas bonecas da minha filhota.

Veronica Cavalcanti - a casa que a minha vo queria (22)

Os caixotes de madeira também decorados pelo meu amigo artesão, foram pintados e colocamos rodízios e abrigam as pelúcias e livros, e podem andar pelo quarto todo, ficando ao lado da cama quando se quer escolher um livro para ler, por exemplo. E os quadros na parede, eu mesma baixei da internet alguns posters do filme Alice No País das Maravilhas e Mary Poppins, minha paixão e algumas bonequinhas de papel. Eu era louca por elas na infância. De alguma forma, me realizei no quarto da filhota, né?

Veronica Cavalcanti - a casa que a minha vo queria (8)

Charmosa mesmo ficou a mesa de estudo. Foi do meu pai quando era criança, ficava na cozinha da minha avó. Meu pai num cansa de dizer que tomava sopa nela.  Pintei de branco e forrei o tampo com um papel de presente lindo que comprei numa loja grande do varejo, isso mesmo, papel de presente.

Veronica Cavalcanti - a casa que a minha vo queria (14) Fotos: Sambacine

Coloquei um vidro em cima e pronto! Baldinhos brancos para os lápis e canetas e uma luminária que também foi uma das poucas aquisições para este espaço.

Gente, para o post não ficar imenso, amanhã postaremos a segunda parte. Adorei que a Vero chegou, chegando, hahaha. <Ana>


Em 04.05.2016 - Por Ana Medeiros

A nova fase do #ACQMVQ 2016

Fim de semana passado estava no bar em Olinda com uns amigos e por alguns minutos todos na mesa ficaram em Silêncio. O lugar estava cheio de barulho, pessoas dançando, conversando, gargalhando. Como eu era uma pessoa mais eufórica da noite, apos alguns minutos falei espantada ”Nossa, todo mundo calado, que coisa mais estranha”, e ai um dos meus amigos falou quase cochichando em meio um tanto barulho daquele ambiente “isso é bom, quer dizer que não precisamos das palavras e parágrafo para interagirmos e nos sentirmos bem, estamos todos aqui em harmonia, felizes, conectados e observando o que acontece ao nosso redor. Já temos intimidade bastante pra permitir que o silêncio se instale “. Depois do que ele falou senti uma paz imensa no meio daquela farra toda “E né que é mermo?”, pensei.

E o que isso tem a ver com o blog?

No comecinho do ano escrevi um post falando que não faria planos, que levaria o blog de uma forma mais leve, ainda que a minha maior intenção fosse voltar com tudo, tipo postando loucamente de todos os dias da semana e trazendo de volta MUITOS tutoriais. Eu realmente amo esse espaço, amo interagir com os leitores, ainda que me falte tempo, amo encontrar alguém na rua que me conhece atraves da internet, ainda que morra de vergonha com a abordagem. Eu amo o #ACQMVQ e ele está em minha vida há quase 8 anos, significa muito, rs.

E durante alguns meses eu fiquei em silencio, de alguma forma eu sabia que a pressão que eu colocava para produzir conteúdo não era necessária. Das vezes que me manifestei nas redes sociais em relação ao meu “sumiço”, quanto carinho recebi, quanta gente linda me mandava palavras de apoio e “Fia, se ajeita aí depois tu volta, estamos te esperando”, porque sim, eu tenho leitoras dos primórdios, quando ainda tinha hum blog sobre a minha gravidez do Vinico, o Caroço da Pitanga. Tudo isso pode parecer bem piegas, mas foi e é muito importante. Hoje percebo que eu estava sentada com todos os meus fiéis leitores em uma mesa de bar, da mesma forma que aconteceu no último sábado. Estava tudo bem, estávamos conectados.

Agora eu sinto uma necessidade imensa de produzir, estou pronta, estou aqui de corpo, alma, um siricutico imenso e pensando em coisas novas pra uma nova fase. Torcendo pra que ela deslanche, traga boas novas, muitos desafios e trabalhos. Ufa, sinto que voltei! E sabe o que é engraçado? Isso está acontecendo em um momento muito difícil por aqui, um momento em que me sinto sobrecarregada com tantos afazeres e obrigações, e muitas vezes super frustada.Mas que ainda assim, me fazem querer mais e mais horas durante o dia parar e realizar tudo, ao invés de simplesmente desanimar.

Entao meus amores, segura aí na sua cadeira, que eu não tô pra brincadeira: Esse blog vai estremecer esse mundão porque eu tô com sanguinuzoio.

Quais são as novidades?

Algumas ainda estão em fase de planejamento, mas outras mais simples e não menos importantes já estão dando as caras por aqui e ganharão força total:

Novas “CATEGORIAS” 

#ACQMVQ Inspira “Leitores” / # ACQMVQ Inspira “Projetos”

nova fase avoqueria

Abrir um espaço para os leitores, arquitetos e designers de sempre foi algo que eu sempre tive vontade, mas ficava com medo de nao conseguir responder a todos e ter quer recusar algum projeto que chegasse por email. Os principais motivos que me travavam: dizer que o assunto/projeto não estava de acordo com um linda editorial do blog ou que as fotos estavam com uma qualidade muito ruim pra apresentarmos numa postagem.

Criamos então algumas regrinhas pra essas novas categorias e espero não parecer uma chata,  Até porque mandar um conteúdo com carinho é a mesma coisa que nos receber em suas casas e escritórios com um café quentinho acompanhado de um bolo de fubá.

Leitores:

-Você pode enviar um projeto no estilo Faça Você Mesmo, fotos de um cômodo da sua casa ou a decoração da casa inteira.

-Todas as fotos precisam ter preferencialmente  760px de largura e estarem com uma qualidade bacana. Não exigimos fotos profissionais, mas também não rola foto com o celular que você tem desde 2010, combinado?

-Todos os tutoriais precisam de um texto bem explicadinho, detalhado, minucioso. Precisamos saber o nome de todos os materiais e também daqueles detalhes super importantes que não podemos deixar passar.

-Não nos interessa somente algo visual, Queremos também saber da sua história. Já notou que a maioria das nossas postagens tem algo muito pessoal, ainda que estejamos falando dos rejuntes do banheiro? Hahaha.

Para profissionais e estudantes (Arquitetura, design de interiores e afins, rs):

-Você pode enviar fotos de projetos inteiros ~ E estamos falando de fotos do(s) ambiente já pronto(s) ~ ou uma ideia bacana e criativa que aplicou na casa dos seus clientes. Vale também a sua criação de produto, como um móvel ou um objeto pra casa de autoria própria.

-Todas as fotos terão que ter no mínimo 760px de largura e estarem com uma qualidade bacana e com devidos créditos para o fotógrafo. P.s: Não exigimos fotos Profissionais, mas tambem nao rola foto com o celular lá de 2010, combinado?

- Breve texto apresentando o projeto, se quiser também pode especificar algumas referências de lojas, revestimento, produtos, móveis.

- Enviar também suas redes sociais, ou a melhor forma de entrar em Contato. Vai que algum leitor quer te chamar pra um trabalho, neah?

nova fase

“O cômodo do desespero”

Aqui a gente vai te ajudar com os nossos pitacos. Precisamos de uma foto do seu espaço detonado, sem vida, sem de amor, carinho e proteção, hahaha, pra que procuremos juntos soluções pra melhorá-lo. Quem sabe um dia eu não vou pessoalmente na sua casa te ajudar com tudo isso né? Patrocinadores serão bem-vindos (Quem não chora, não mama).

Como tá tudo sem graça mesmo, pode mandar foto chinfrim, mas manda uma foto grande tá? Pelo menos com 760pxl de Largura.

Vai ser engraçado, rs.

 

SOS #ACQMVQ

Teremos também um espaço reservado para os assuntos do dia a dia, de manutenção das nossas casas. Daí você pode mandar suas dúvidas ou sugestões. Exemplos: “Como trocar a resistência do chuveiro?” “Quais alternativas pra renovar o piso sem precisar fazer uma grande reforma?” E por aí vai….

Para mandar o seu material, é bem simples. É só enviar um email (com o assunto da categoria) para: [email protected]

Agora a mulherada que tá junto comigo e vai tocar o rebu!

Muito orgulhosa em ter amigas lindas, feministas, empreendedoras, poetas, descoladas, tudo pé no chão e gente como a gente. Uma vez por mês (ou mais, estou realmente torcendo pra que elas apareçam por aqui mais vezes) teremos um post de cada colunista, cada uma com sua pauta embaixo do braço e compartilhando sobre assuntos que nos interessam.

As veteranas:

NOVA TEMPORADA ACQMVQ 2016 COLUNISTA

  • Evééénha Mota – Do Atelier Casa de Maria, com seus tutoriais mão na massa lindos e inspiradores.
  • Anne Pires – Continuará mostrando pra gente a decoração da sua casa nova e alguns dos seus trabalhos de ilustradora, sempre tão inspiradores e sensíveis.
  • Natália Blima – Que vai voltar aqui pra nos mostrar como ficou a decoração da chácara!! Lembram que ela pediu a nossa opinião e tivemos uma surra de pitacos? Hahaha. Nat também escreve  no Blah Blog.
  • Marcinha Marinho- Que já mandou avisar que também tem vários projetinhos DIY em andamento pra postar no #ACQMVQ. O post das garrafas deu o que falar, e a varandinha dela é inesquecível! Marcia Marinho trabalha fazendo coisas lindas com os tecidos e comercializa tudo na TEMCO.
  • Gabi Kopko- Temos planos de escrever um livro sobre as nossas vidas de mães loucas ou loucas vidas de mães. Por enquanto Gabi vai postando aqui textos lindos, polêmicos e cheios de sentimentos da vida real. Também quero falar um pouquinho da minha vida de mãe solo com os pioios.
  • Diana Maziero – Vai trazer novidades da sua nova casa também, já que agora ela mudou de cidade e tem muito o que mostrar <3 Ah, a Di escreve no De olho na casa.

E quem vem por ai? Bem, vou fazer uma breve apresentação, e ao longo dos outros posts elas irão se apresentando melhor, combinado?

(Sei que tá tendo textão e se você já chegou até aqui, tu gosta mesmo desse do blog mirmã, brigada .

Olha só:

frame amanada

Na verdade ela não é nova não, Amanditha trabalha comigo e vocês já viram alguns posts dela por aqui, como os “Morando na Pindaíba” e “Pinterest na vida real”, mas eu nunca tinha a apresentado. Ela continuará com essas pautas e nos bastidores, minha jogadora de meio de campo preferida (Tipo, ela arma todas as jogadas e eu faço o gol, Amandha está mais presente em tudo aqui do que vocês imaginam).  Essa semana estará lançando o seu próprio blog, o Bem Prendada.

Quem quiser seguir a Amandha é só chegar por aqui: FacebookIG @bemprendadaYou Tube - Pinterest

ziziframe

A Zizi é uma das pessoas mais incríveis que eu conheço, de uma doçura sem fim. Pra quem ainda não conhece o blog Das coisinhas, Vai lá! Minha amiga também é empreendedora e artesã, e vende as coisas lindas que ela faz e garimpa lá na Toda Coisinha. Estará falando sobre empreendedorismo feminino aqui no blog, não é o máximo?

Se você ainda não a segue (coisa que eu duvido), aqui estão as redes da Zizi: FacebookIG @dascoisinhas - Pinterest

leyla

Leyla era leitora do blog, que virou amiga, que mora na mesma cidade, que me manda mensagem diária no Whatsapp e ainda estamos com planos de negócio juntas. Contribuirá aqui no bloguénho falando sobre cactos e suculentas <3

Pra quem gosta desse universo de plantinhas, é só clicar: Facebook - [email protected]

vronica

Dia desses recebi um email da Vero perguntando se eu precisava de ajuda, depois daquele post contando sobre minha rotina (Lembram que eu disse que ele tinha trazido muitas coisas boas pra minha vida?). Verônica é uma profissional da organização, meu povo, tudo que eu precisava, que nós precisamos, haha. Ela trabalha com o Atelier Ordenar há muuuitos anos, é uma especialista super competente e estará falando por aqui sobre o tema. Diga aê, que privilégio!!!

Precisa organizar a vida e por as coisas em ordem, cola nas redes da Ordenar: FacebookIG @atelie_ordenar - Twitter

cris lisbôa

E quando a sua escritora preferida diz que quer escrever uns paranauês também no seu blog? Ploft, você cai dura no chão né? Sou muito fã da Cris, tenho estrelinha marcada no Facebook e na minha vida, tudo que ela posta, publica, comenta, tem prioridade máxima de leitura, sou fã, muito fã. Além de alguns livros publicados, a Cris trabalha também com o Go.Writers, o curso de criação e escrita mais bam-bam-bam desse Brasil.

Pra seguir o trabalho da Cris, é só curtir: Facebook

jaci sales

Jaci é minha companheira de Skol Beats (Desculpa amiga, não tinha outro jeito de começar tuas apresentação), mora aqui pertinho, tem um blog massa e é aloka das séries, por isso vai postar sobre decoração nas séries mais inspiradoras do momento. Massa neah?

Quem quiser conhece-la é só clicar : BlogFacebookIG @blogjaciachando

É isso gente, ao longo das próximas semanas vocês vão sentir as mudanças e espero que o ACQMVQ leve cada vez mais conteúdo de qualidade e interação , que a gente consiga fazer um blog massa e ainda mais inspirador!

Outras sugestões serão bem-vindas, podem mandar aí nos comentários. E ó…obrigada mais uma vez por nossa conexão, em todas as fases <3


Em 22.01.2016 - Por Ana Medeiros

Bisbilhotando casas alheias <3

Quando eu digo que ando pela rua olhando pra dentro das casas das pessoas não estou mentindo, um hábito péssimo e curioso de quem parece que está querendo bisbilhotar a vida alheia, mas juro que é só interesse pela decoração, rs. Ah sim, sou discreta, rabiada no cantinho dos olhos.

Aí a internet é tão maravilhosa que faz com que visitemos casas no mundo todo, sem precisar ao menos pedir licença (quer dizer, mais ou menos ne?), e nada é mais surpreendente e apaixonante do que imaginar como cada família organizou um espaço e como ela vive ali no dia a dia.

Temos em terras brasileiras dois ótimos sites que provavelmente vocês já conhecem: O Casa Aberta e o Histórias da Casa, vale o clique depois que você acabar esse post, viu?

Passeando pelo blog precursor em fazer “Home Tour” desde os tempos de vovó Edite na internet, o Apartment Therapy, fiz um apanhado de 5 estilos diferentes pra gente ficar viajando em cada detalhe e nos inspirarmos na decoração de nossas casas. Pra visitar cada casa/apartamento, é só clicar aí no título de cada uma.

Estilo rústico na cidade 

O meu preferido, que arrebatou o meu coração de cara. O mais legal é que esse ap é urbano. Fico pensando a delícia que deve ser morar em uma metrópole, chegar em casa e encontrar todo o aconchego do campo.

decoração 1

Estilo despojada morando sozinha

Esse ap é de uma profissional de organização, mas o legal é que nada em sua casa parece engessado ou certinho demais, os cômodos são “livres” e coloridos.

decoração 2

Estilo clean fã da Sandy 

Pra quem gosta de paredes limpas, móveis clarinhos e detalhes românticos. O atelier/home office da moradora é apaixonante e na decoração você encontra várias “cenas” do Pinterest, rs.

decoração 3

Estilo romântica de brechó

Essa casa me lembrou muito o estilo da minha amiga Diana, que adora misturar coisas antigas com modinhas atuais e muitas cores. A cozinha da casa é uma coisa de linda.

decoração 4

Estilo adolê na faculdade

Uma quitinete bem jovem, daquelas que vocês ente vontade de ligar e dizer que á levando uma caipirinha e mais dois amigos pra bater papo a madrugada toda, hahaha.

decoração5

Ah, que tal mandar fotos da sua casa inteirinha pra gente postar aqui heim? Diz que sim! Só não vale foto feiosa tirada de qualquer jeito tá? O nosso email é: [email protected]

 


Em 11.01.2016 - Por Marcia Marinho

Como fazer uma garrafa porta-rolhas

Não preciso de nenhum motivo especial para abrir uma garrafa de vinho (sou apaixonada). No ano passado a tentativa de fazer um quadro porta rolhas falhou por não encontrar a moldura ideal na vidraçaria, e foi nas comemorações de fim de ano, com muitos vinhos aqui e ali, que acabei ganhando duas garrafas de 2 litros e daí eis que deu um “pliiiiiim” nesta cabecinha.

De tão fácil e simples nem vou considerar este um pap, mas um compartilhamento de ideia (hahaha), vejamos abaixo:

Materiais

Você vai precisar de:

1 garrafa (usei a de 2 lts como mencionado), 1 transfer/adesivo e as rolhas.

Furo na garrafa

Para o furo optei por ser feito na vidraçaria pela praticidade, mas no Google você encontra alguns tutoriais de corte em vidro.

Garrafa Pronta 1

Pode ser cortado contact, usar alguma outra customização (deixe sua imaginação fluir). Mas por praticidade (2) fiz o transfer em uma gráfica express.

Garrafa Pronta 2

Pronto!

Ai está decorando e guardando essas boas memórias. Já que o começo do ano é para organizar nem deu tempo de encostar a garrafa em um canto para que ela virasse acúmulo ou tralha.

Feliz 2016 pra todos vocês!


Em 17.12.2015 - Por Ana Medeiros

Limpando piso de cerâmica com Destac

Cozinhar nunca foi o meu forte, eu gosto mesmo é da limpeza, da organização, de arrumar aqui e ali, e se for com a ajuda de bons produtos que facilitem o trabalho, melhor ainda.

Fui convidada a testar o linha Destac Especialistas, e como o meu piso aqui é cerâmica, usei esse danadinho aí pra fazer o serviço.

destac1

Gostei primeiramente de não ter que usar água pra diluí-lo. Com uma pequena quantidade consegui limpar uma área considerada, realmente detesto ter que ficar com baldinho cheio de água, molhando pano, espremendo pano, secando pano, molhando de novo, vale pena economia de água também, né gente? A secagem é super rápida  já que ele é a base de álcool, nada de marcas de pezinhos de duas crianças que teimam em passar quando você avisa mil vezes “Olha, fica ai quietinho que a mamãe tá…” Ploft!

destac2

destac3

Ponto também para o cheirinho, e olha, quem tá falando aqui é uma pessoa que se incomoda com cheiros fortes, viu? Como a fragrância é bem suave, nada de cheiro fortão que entope as narinas, gostei demais. Ah, ele também ajuda a prevenir o acúmulo de poeira em locais de difícil acesso em longo prazo, como embaixo dos móveis, deixando o ambiente limpo por mais tempo e remove as manchas de canetinhas, lápis de cor, marcas de sapatos (moro numa rua que não é calçada #ohmygod).

destac4

Super aprovado!!! E como já disse lá no começo, essa linha é especialista, ou seja, você encontra o produto específico para o tipo de piso da sua casa: cerâmica e porcelanato, madeira ou pisos laminados. Que tal fazermos um “antes e depois” postando nas redes sociais a foto do nossos pisos com e sem Destac? Pra encontrarmos as publicações, só usar a hashtag #minhacasacomDestac, combinado?

Ah, outras blogueiras também fizeram o teste e mostram o resultado em seus blogs, olha só:

A Flávia Ferrari – A Dica do Dia – Falando sobre o produto para porcelanato

Assim eu Gosto! – Cristina Campos e Mariana Lombardi – Mostrando como o piso de madeira ficou lindão.

Casa de Firulas – Mirella Luigi – Mostrando o antes e depois do seu piso laminado =)

Para saber mais informações, só passar lá no novo site da Destac: http://www.destacbrasil.com.br/

destac6

 


Em 25.11.2015 - Por Ana Medeiros

Presentes Supimpas para todos bolsos CASAQUETEM

O natal ta chegando,  a época mais linda e corrida do ano (pelo menos pra mim).  É ornamentação natalina, cardápio da ceia, convidados e a tão temida lista de presentes.

Presentear e ser presenteada nunca foi  uma tarefa fácil pra mim, na verdade acho que não é uma tarefa simples pra seu ninguém. O presente tem que ser “bacanudo”, combinar com a pessoa e ainda por cima com o nosso bolso. Mas possivelmente você presenteará alguém, nem que seja com uma lembrancinha, afinal de contas o que vale é a intenção (não é mesmo, hahaha)?  Assim como no ano passado, ano retrasado (e em todas as datas comemorativas da minha vida! hahaha), visitei a loja do meu coraçaum casaquetem pra conhecer as novidades e preparar a minha lista de presentes e também dos meus desejos (#ficaadica pra quem me tirar no amigo secreto, viu?!).

Não poderia deixar de trazer algumas sugestões e ideias para tornar as suas escolhas menos difíceis. Então preparei ‘Listas’ para todos os gostos e bolsos, vamos conferir?

Lista pra ninguém ficar de fora…

 

ATÉ-50
1  Almofada Gota | 2 Ecobag Cardume | 3 Quadro Mais Amor | 4 Azulejo Flamingos | 5 Jogo Americano | 6 Pássaro Rosa | 7 Taçajur Cúpulas 

 

Lista pra não ser esquecido nunca… ATÉ 100 1 Almofadas Estampadas | 2 Travessa Rasa | 3 Cabeça de Alce | 4 Porta Garrafa | 6 Mobile Casinha | 5 Capacho | 7 Saleiro de Cerâmica

Lista para quem quer arrasar arrasando! hahaha

ATÉ-10011


1 Quadro Etilico Rolhas | 2 Jarra Bola | 3 Garrafa Ambar | 4 Revisteiro | 5 Escultura árvore Redonda | 6 Suporte de madeira + vaso de cerâmica | 7 Vaso Sky Planter

Vamos combinar que na CasaQueTem fica bem mais fácil, né?  Impossível errar com tanta coisa linda e de ótimo gosto. Mas ainda pra quem tem medo de se arriscar, eles preparam uma novidade que será uma mão na roda na busca do presente perfeito. Na loja já esta disponivel os Vales Presentes, e sem duvida é o jeito mais pratico e fácil de acertar em cheio. ;)

vale

Pra quem ainda não conhece a CASAQUETEM, vale o clique e a compra. Já declarei meu amor por eles aqui , aqui e aqui. Duvido que ao visita-la você não suspire. hahahah

E só pra constar, eu  indico de olhos fechados.


Em 25.09.2015 - Por Amandha Lima

Morando na Pindaíba: Cozinha

Simmmmmm… Mais um post “Morando na Pindaíba”, êêêêê \o/ E vou logo avisando, hoje vim com goooxxxxxto (o post tá infinitamente grande).

Se você perdeu o primeiro post dessa série, e tá meio perdido pode clicar aqui e conferir as dicas maravilindas para você montar uma sala com personalidade, sustentável e com aquele precinho.

Estou super animada pra postar tudo que encontrei pra deixar seu lar nos trinques.

Mesmo que você não goste de cozinhar, saiba que muitas de suas atividades acontecerão nesse ambiente. Morando sozinho ou acompanhado esse espaço é super importante, pois ele não é apenas uma mera cozinha. As vezes ela é nossa sala de estar pra papear com os amigos e até nosso home oficce (acreditem).

Com pouco dinheiro e grandes feitos, vocês conseguirao um ambiente decorado com sua cara, gostosinho pra receber os amigos e funcional no seu dia-a-dia.Logico que pra quem tá começando do zero agora, a prioridade é o básico para sua sobrevivência. Nessa lista (da cozinha) entram a geladeira e o fogão. E  pra cozinha ficar completinha e linda, te dou as dicas pindaíbilisticas da Amandeeeenha. Vamos lá:

Com cavaletes de madeira e vidro temperado, é possível fazer uma mesa linda e moderna. Dá pra usar chapa de madeira, pra usar como tampo. Já ensinamos aqui.

25 Eu curto a ideia de ter uma mesa “estilo piquenique”, se você também curte o passo a passo está bem aqui ( o tutorial tá em inglês mais o google tradutor tá ai, pra te ajudar). hahaha

26 Prateleiras ou mesinhas? Quero já! Imagina usar como uma mesinha de apoio, pra tomar um cafézinho rápido. O que vocês acham?

Morando na Pindaiba - Cozinha Não poderia faltar o nosso amado pallet.

Combinação perfeita: Pallets + Cavaletes + Cadeiras diferentes = MESA de cair o queixo da face. 27 E pra guardar as tranqueiras(que vamos combinar, não são poucas)? É concha, é batedor, é escumadeira, é colher de pau … Sãos tantos cacarecos que dava pra fazer um Bake Off Brasil e um Master Chef (facin facin). :)  Pra começar a organização uma molezinha; moldura + tela + ganchinhos de arame.

18 Latas de tudo que existir são sempre bem vindas, viu…
19 8 Placa de pinus para expor, quer dizer guardar suas canecas… Além de organizadas, fica uma graça.
2

Do mesmo criador do “Sim, eu tenho canecas”, qualquer cabideiro de parede vira um ótimo expositor (ops!), guardador de canecas. rs
15

Usando a imaginação e materiais simples, podemos reaproveitar até um ancinho pra fazer um “Segura Pra Mim”.

5

Panela, prato e copo também merece um local para repousar, e deixar tudo organizado e bonito. Use e abuse de prateleiras, elas são indispensáveis e bateeenhas. Diy sem mistérios: mão francesa, tabua de pinus(ou de outra madeira) e buchas/parafusos para instalação. Voilá!  Morando na Pindaiba - Cozinha Eucatex é, e sempre será uma lindeza em qualquer lugar… Por mais coisas penduradas, por favor. Dá vontade de pendurar a minha vida, te amo euca!!! (desculpa, gente. Não tomei meu remédio hoje) hahahaha 22  Com escada e tabuas, dá pra parar o coração da visita e ainda escutar um: Nossa, que coisa mar leeeeaaanda!

21

Sisal + Tábuas de madeira = Prateleira ou armário suspenso.
4
Made in Caixotes, por que SIM!
caixotes morando na pindaiba 16

A parede da cozinha clama por um help também? Not problem. Nos links abaixo, vocês encontraram posteres para baixarem e serem felizes para sempre, amém.

Homens da Casa com Posteres Mara, é só clicar, escolher e baixar.

Posteres da Poppytalk, pra embelezar com um ar vintage.

7

Ahhhhh, Amandhaaaaaaa. E se caso eu quiser uma chalkboard? Dá pra fazer? Claro. Parede de lousa a Ana ensinou aqui

eb2845b241abc8bea0153142ce7978b0

E ai, gostou das ideias? Acompanhe nossa série, a cada 15 dias um comodo novo pra você poder morar melhor gastando pouco. A série não é só pra quem tá com a corda no pescoço, não. É  também pra quem curte ideias criativas e sustentáveis. E não esqueçam: Se caso rolar uma labuta manual no final de semana, mostra pra gente na hastégui #avoqueria ou nos manda por email:[email protected] Ficaremos radiantes!!

Ihhhhhh, cabô. rs

Mas não fica triste não, porque daqui a pouco tem mais, tá?


Página 1 de 41234
PageRank

Conheça nossos produtos